Notícias / Notícias Brasil
"NASCEU EM LABORATÓRIO"

China reage à insinuação de Bolsonaro sobre covid-19

Chanceler chinês evitou ataques diretos aos presidente do Brasil, mas pregou união dos países contra o vírus, um "inimigo da humanidade". Antes, Bolsonaro insinuou que o coronavírus teria sido criado artificialmente pelo país que "mais cresceu" em 2020.

quinta-feira, 06/05/2021, 17:58 - Atualizado em 06/05/2021, 19:03 - Autor: Com informações Yahoo!


Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin
Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin | Reprodução

Após o presidente Jair Bolsonaro insinuar que a China poderia ter criado o vírus da Covid-19 em laboratório, o governo chinês reagiu nesta quinta-feira (06) e diz que se opõe à "politização e estigmatizarão do vírus". O porta-voz chinês também afirmou que o coronavírus é um "inimigo da humanidade" e que os países precisam atuar juntos.

As declarações foram feitas em uma entrevista coletiva do porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin. Questionado sobre a declaração de Bolsonaro, Wang Wenbin evitou comentá-la, mas defendeu a cooperação entre países na luta contra a pandemia.

"O vírus é o inimigo comum da humanidade. A tarefa urgente de agora é todos os países se juntarem em uma cooperação antiepidemia e em um esforço para uma vitória antecipada e completa sobre a pandemia. Nós nos opomos firmemente a qualquer tentativa de politizar e estigmatizar o vírus", disse o porta-voz.

Na quarta-feira, durante cerimônia no Palácio do Planalto, Bolsonaro citou a possibilidade do coronavírus ter sido criado no contexto de uma "guerra química" e questionou qual país que mais cresceu no ano passado. Vale lembrar que a China foi o único país, em meio a pandemia, que teve um crescimento de 2,3% em 2020, enquanto a maioria dos países teve queda massiva.

"É um vírus novo, ninguém sabe se nasceu em laboratório ou nasceu porque um ser humano ingeriu um animal inadequado. Mas está aí. Os militares sabem que é guerra química, bacteriológica e radiológica. Será que não estamos enfrentando uma nova guerra? Qual o país que mais cresceu seu PIB? Não vou dizer para vocês", disse o presidente Bolsonaro.


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS