Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
INFLUENZA H1N1

Vacinação contra a gripe: segunda etapa começa na terça (11)

Belém quer vacinar 216.480 pessoas nesta etapa: 199.150 idosos e 17.330 professores

segunda-feira, 10/05/2021, 10:24 - Atualizado em 10/05/2021, 10:24 - Autor: Augusto Rodrigues, com informações da Agência Brasil e Sesma


A gripe acomete ao mesmo tempo vários membros da família e é comumente confundida com o resfriado comum, rinite e rinite alérgica
A gripe acomete ao mesmo tempo vários membros da família e é comumente confundida com o resfriado comum, rinite e rinite alérgica | Marcelo Camargo - Agência Brasil

Resfriado, Coriza Aguda ou Síndrome Gripal (SG) denominam a doença humana mais comum, resultado da infecção das vias aéreas superiores por algum vírus. Gripe é a infecção das vias aéreas pelo vírus Influenza humano, em geral, com evolução clínica aguda e febril, em surtos anuais, preferencialmente no inverno (vírus sazonal), de grande contagiosidade e gravidade variável. Acomete ao mesmo tempo vários membros da família, sendo confundida, em geral, com o resfriado comum, rinite e rinite alérgica. É capaz de favorecer a infecção humana por outros microrganismos, além de diversas complicações.

A segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus Influenza começa amanhã (11) e vai até o dia 8 de junho. Promovida pelo Ministério da Saúde em todo o território nacional, a campanha teve início no mês passado e a estimativa é vacinar 79,7 milhões de pessoas. 

COVID-19: Veja datas e locais de vacina em Belém, Ananindeua e Marituba

A segunda etapa é destinada a idosos com mais de 60 anos e professores. Cerca de 33 milhões de pessoas deverão ser imunizadas nessa fase.

A terceira fase, entre 9 de junho e 9 de julho, abrangerá cerca de 22 milhões de pessoas. Compõem esse público-alvo integrantes das Forças Armadas, de segurança e de salvamento; pessoas com comorbidades, condições clínicas especiais ou com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário; trabalhadores portuários; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade; e adolescentes em medidas socioeducativas.

A campanha teve início no dia 12 de abril com a vacinação de crianças entre seis meses e seis anos, povos indígenas, trabalhadores da área da saúde, gestantes e mulheres puérperas (que estão no período de até 45 dias após o parto).  Pessoas que tomaram a primeira ou a segunda dose da vacina contra a covid-19 devem esperar pelo menos 14 dias para tomar o imunizante contra a gripe.

De acordo com o vacinômetro da campanha, já foram aplicadas 6,9 milhões das 27, 3 milhões de doses distribuídas a todos os estados.

Vacinação em Belém

Na capital paraense, nesta nova etapa, a meta é vacinar 216.480 pessoas, das quais 199.150 são idosos e 17.330 professores. A Secretaria de Saúde do município também dará continuidade à vacinação de crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas e profissionais de saúde, pois a meta não foi atingida desse grupo, com cerca de 33.110 doses aplicadas.

A vacina está disponível em mais de 50 salas de Belém, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A campanha tem previsão de encerramento no dia 9 de julho.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS