Diário Online
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
INVESTIGAÇÃO

Jovem que abriu a barriga do namorado é indiciada

O crime aconteceu em janeiro deste ano, em Guarapari, no Espírito Santo. A estudante foi denunciada por agressão pelo MP

quarta-feira, 27/04/2022, 14:26 - Atualizado em 27/04/2022, 14:26 - Autor: Com informções Metrópoles

Google News

O jovem teve o abdômen dilacerado em uma praia de Guarapari, em janeiro desse ano.
O jovem teve o abdômen dilacerado em uma praia de Guarapari, em janeiro desse ano. | Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Civil do Espírito Santo, por meio da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarapari, divulgou nesta quarta-feira (27), a conclusão do inquérito que investiga o caso do homem que teve o abdômen dilacerado em uma praia de Guarapari, em janeiro desse ano.

De acordo com as autoridades, a namorada do rapaz de 20 anos, encontrado com intestino arrancado na Praia do Ermitão, foi a responsável por cortar a barriga da vítima. 

Em coletiva, na manhã de hoje, o titular da DHPP Guarapari, delegado Franco Malini, explicou detalhes sobre o crime e afirmou que a polícia trabalhou com muito sigilo até a conclusão do inquérito. 

Ao final das investigações, foi concluído que a estudante identificada como, Lívia Lima Simões Paiva Pedra, de 20 anos, foi a responsável pelo corte na barriga do namorado. 

"A polícia ouviu todas as pessoas que conseguiram identificar. O local é ermo, então foram ouvidos vigias, seguranças e porteiros de prédios próximos. Nossa conclusão foi de que, além do casal, ninguém mais entrou no lugar naquele dia", disse o delegado. 

Veja também;

Ainda na coletiva, o delegado-geral da Polícia Civil do Espírito Santo, José Darcy Arruda, contou que as primeiras pessoas a chegarem no local foi a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Na época, a Polícia Militar foi acionada e parte de um órgão do rapaz, que estava no local, foi recolhida e levada para a delegacia. 

A defesa do casal alegou, inicialmente, que o caso ocorreu porque, supostamente, os dois foram atacados por criminosos. Além do corte na barriga, o rapaz apresentou também lesões na boca, orelha, sobrancelha e uma fratura no nariz.

No último dia 20 a Justiça aceitou a denúncia apresentada pelo Ministério Público contra a namorada do rapaz.  Dessa forma, Lívia Lima Simões Paiva Pedra, passa a ser ré no processo penal e responderá por lesão corporal grave, cuja pena é de reclusão de 2 a 8 anos.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS