Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
OITO ANOS E SEIS MESES

Sarí Corte Real é condenada por morte do menino Miguel

A primeira-dama de Tamandaré (PE) deverá cumprir pena em regime fechado, mas terá o direito de recorrer em liberdade

terça-feira, 31/05/2022, 21:51 - Atualizado em 31/05/2022, 21:48 - Autor: Com informações do Yahoo

Google News

Decisão foi proferida pelo juiz José Renato Bizerra, titular da 1ª Vara dos Crimes contra a Criança e o Adolescente, de Recife
Decisão foi proferida pelo juiz José Renato Bizerra, titular da 1ª Vara dos Crimes contra a Criança e o Adolescente, de Recife | Reprodução

Miguel Santana era uma criança de apenas 5 anos quando morreu após cair do 9º andar de um prédio de luxo em Recife. Ele estava sob os cuidados de Sarí Corte Real, patroa da mãe do menino. A empregada havia saído para passear com a cadela da família. O desfecho trágico aconteceu em 2 de junho de 2020.

Desde a tragédia a família de Miguel não tem sido mais a mesma, mas agora, prestes a completar dois anos do ocorrido, um alento para a mãe do menino, Mirtes Renata de Souza: a decisão da Justiça sobre o caso.

O juiz José Renato Bizerra, titular da 1ª Vara dos Crimes contra a Criança e o Adolescente, de Recife, condenou Sarí a 8 anos e seis meses de prisão por abandono de incapaz. A mulher, que é esposa do prefeito de Tamandaré (PE), deverá cumprir a pena em regime fechado, mas terá o direito de recorrer em liberdade.

E MAIS: Vídeo mostra patroa apertando botão de elevador para criança antes da tragédia

Para o juiz, Sarí assumiu o papel de “garantidor” sobre Miguel pelo tempo em que a mãe dele estava ausente. O magistrado aponta ainda “indícios de autoria e materialidade do delito”.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS