Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
ALERTA

Novos casos de varíola dos macacos são confirmados no Brasil

Ministério da Saúde notificou dois novos registros da doença. País já tem 11 casos confirmados em meio a surto global incomum.

quarta-feira, 22/06/2022, 08:00 - Atualizado em 22/06/2022, 07:56 - Autor: Com informações da Agência Brasil

Google News

Onze casos já foram confirmados no Brasil e outros 10 são monitorados
Onze casos já foram confirmados no Brasil e outros 10 são monitorados | Ahmad Ardity/Pixabay

Mesmo ainda vivendo a crise causada pela pandemia de Covid-19, que provocou efeitos históricos em cadeia por todo o planeta, uma nova doença tem despertado preocupação e acendeu alertas das autoridades sanitárias no mundo.

Um surto incomum e global da varíola dos macacos, doença até então considerada endêmica de países africanos, tem feito os especialistas se desdobrarem para entender o que está acontecendo.

Veja também:

OMS anuncia resposta unificada contra a varíola dos macacos

Espanha autoriza 1ª vacina contra "varíola do macaco"

No Brasil, o primeiro caso de infecção pela varíola dos macacos foi confirmado no dia 9 de junho. Na noite de terça-feira (21), o Ministério da Saúde notificou mais dois casos da doença provocada pelo vírus monkeypox. Até aqui, em menos de duas semanas, 11 casos já foram diagnosticados no país.

Os dois pacientes são brasileiros, do sexo masculino, têm entre 36 e 38 anos, são residentes no estado de São Paulo e possuem histórico de viagem para a Europa.

Os dois apresentam quadro clínico estável, não tem complicações e estão sendo monitorados pelas Secretarias de Saúde estadual e municipal.

De acordo com o Ministério da Saúde, todas as medidas de contenção e controle da doença foram adotadas imediatamente após a comunicação de que se tratava de um caso suspeito de varíola dos macacos, com o isolamento dos pacientes e rastreamento dos seus contatos.

CASOS CONFIRMADOS

No momento, o Brasil registra 11 casos confirmados, sendo sete em São Paulo, dois no Rio Grande do Sul e dois no Rio de Janeiro. Mais dez casos suspeitos permanecem em investigação. Dois dos casos confirmados receberam alta e os outros seguem isolados e em monitoramento.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS