Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
BANCO CENTRAL

Número de usuários dos pix chega a 51 milhões em março

Segundo a pesquisa, não apenas o número de usuários está crescendo, mas também a utilização individual do Pix.

quinta-feira, 21/07/2022, 19:51 - Atualizado em 21/07/2022, 19:50 - Autor: DOL com informações da Agência Brasil

Google News

O pix está em funcionamento desde novembro de 2020.
O pix está em funcionamento desde novembro de 2020. | (Divulgação)

O pix segue como a mais nova forma de transação eletrônica que surgiu para facilitar a vida do usuário, com o pagamento instantâneo, as transações são realizadas diretamente entre o pagador e o recebedor. A grande vantagem é que diferente de outros métodos de pagamento, ele é livre de custos para pessoas físicas e microempreendedores individuais

Em funcionamento desde novembro de 2020, o Pix (sistema de transferências instantâneas do Banco Central) continua a atrair cada vez mais correntistas. Em março deste ano, o número de usuários com chaves Pix cadastradas somou 51 milhões, com alta de 72% em relação ao mesmo mês de 2021.

Os dados foram divulgados no terceiro volume da Pesquisa de Tecnologia Bancária, realizada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e pela empresa de consultoria e auditoria Deloitte. A pesquisa difere das estatísticas oficiais porque o Banco Central divulga apenas o número total de chaves Pix e de usuários cadastrados no Diretório de Identificadores de Contas Transacionais (DICT).

Leia também:

Conheça 10 filmes gospel sobre fé e superação para assistir

Vídeo: funcionário ganha R$ 100 mil de Ratinho em aposta

João Vicente de Castro revela que chora transando. Entenda!

Como cada pessoa física pode ter até cinco chaves para cada conta e cada pessoa jurídica pode ter até 20, a contagem do Banco Central vem com duplicidade de informações. O DICT também não fornece o número de usuários efetivos do Pix, mas os correntistas aptos a cadastrarem as chaves.

Segundo a pesquisa, não apenas o número de usuários está crescendo, mas também a utilização individual do Pix. Em março de 2021, apenas 2% dos correntistas tinham recebido mais de 30 Pix. No mesmo mês deste ano, a proporção subiu para 6%.

De acordo com o levantamento, o crescimento do Pix concentrou-se nas pessoas físicas, cujo número de usuários subiu mais que o das pessoas jurídicas. No entanto, o número de empresas que vão aderir ao serviço de transferência instantânea deverá subir mais a partir de 2023, porque as companhias terão terminado de adaptar os sistemas financeiros ao Pix.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS