Diário Online
RELIGÃO

Círio de Nazaré deve reunir 60 mil pessoas em Maracanã

A manifestação religiosa foi tombada como Patrimônio Cultural e Imaterial do Município. Por causa da pandemia, procissões serão substituídas por carreatas.

quinta-feira, 18/11/2021, 14:14 - Atualizado em 18/11/2021, 14:14 - Autor: Denilson d'Almeida


Sessenta mil pessoas são esperadas no Círio de Maracanã este ano
Sessenta mil pessoas são esperadas no Círio de Maracanã este ano | Sandro Barbosa/Pastoral Maracanã

Maracanã, no nordeste paraense, vive dias intensos de fé devoção em Nossa Senhora de Nazaré. Neste final de semana, será realizado o Círio de número 109 – o primeiro como Patrimônio Cultural e Imaterial do Município.

A festividade foi aberta no último domingo (14), mas a programação religiosa começa, de fato, na noite desta quinta-feira (18), com a apresentação do manto que vai vestir a imagem da padroeira. Por causa da pandemia, as carreatas irão substituir as procissões. A organização estima que 60 mil pessoas participem dos festejos ao longo deste fim de semana.

Este ano, o tema da festividade é ‘Nossa Senhora de Nazaré – Exemplo de Comunhão’. Normalmente, a programação ocorria durante 25 dias, porém atendendo as recomendações da Arquidiocese e dos órgãos de Saúde o período foi reduzido para sete dias, em virtude da pandemia da covid-19. A única procissão que não mudou de formato foi a Romaria Fluvial, que irá ocorrer no sábado (20), com restrição de público e controle de passageiros nas embarcações que deverão estar cadastradas para seguir o cortejo.

No domingo (21), a tradicional procissão será substituída por uma carreata que sairá da Paróquia de São Sebastião, no Km 34 da PA-127, e seguirá até a Praça da Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo. A programação irá encerrar no dia 28, com a tradicional regata. Evento que reúne as comunidades ribeirinhas locais para uma competição de barco a velas no rio que banha e dá nome à cidade.

 

Berlinda chegando na igreja matriz da cidade
Berlinda chegando na igreja matriz da cidade | Sandro Barbosa/Pastoral Maracanã
 

Leia também:

Círio é revalidado como Patrimônio Cultural do Brasil

Câmara dos Deputados recebe imagem peregrina

A devoção em Nossa Senhora de Nazaré em Maracanã começou ainda no Século XVII, tendo sida introduzida pelos missionários Jesuítas, na época da colonização portuguesa.

 

Devotos ao redor da berlinda que conduz  a imagem da padroeira
Devotos ao redor da berlinda que conduz a imagem da padroeira | Sandro Barbosa/Pastoral Maracanã
 

O Círio de Maracanã foi tombado como Patrimônio Cultural e Imaterial do Município, através da Lei nº 74/2021, sancionada em junho de 2021, pelo prefeito Reginaldo Carrera.

“O tombamento foi pensando no resguardo das culturas e tradições religiosas e artísticas que o Círio envolve. Essa manifestação tradicionalmente movimenta não só a fé de um povo, mas também é responsável pelo avante econômico e social de toda a região”, comentou Roger Fédere, Secretário de Cultura, Comunicação, Esporte e Turismo de Maracanã

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS