Notícias / Mundo-Notícias
CIÊNCIA

Novo coronavírus é achado em morcegos no Reino Unido

Apesar da semelhanças com o vírus causador da covid-19, a cepa só será capaz de infectar humanos se passar por mutações.

terça-feira, 27/07/2021, 16:39 - Atualizado em 27/07/2021, 16:39 - Autor: Com informações R7


Imagem ilustrativa da notícia: Novo coronavírus é achado em morcegos no Reino Unido
| Reprodução

Em meio ao agravamento da pandemia do novo coronavírus no mundo e ao mesmo tempo o avanço da vacinação contra a doença em todo canto do planeta, as autoridades ainda não conseguiram controlar as infecções causadas pela Covid-19. Agora, parece que já tem um outro inimigo surgindo para desafiar ainda mais a ciência.

Pesquisadores encontraram um novo coronavírus com origem em morcegos no Reino Unido. O estudo, realizado pela Universidade de East Anglia e pela Public Health England, foi publicado na revista científica Nature, aponta que, apesar da semelhança com o vírus causador da covid-19, não existem, até o momento, evidências de que possa ser transmitido aos humanos.

Nomeado de "RhGB01", é o primeiro coronavírus descoberto na Europa. De acordo com o estudo, ele já circula entre morcegos-martelos há anos, mas foi identificado recentemente, pois esse tipo de pesquisa nunca havia sido realizada na região.

A pesquisa foi realizada com 53 morcegos, capturados para a coleta de seus excrementos e soltos imediatamente após a realização desse processo. Segundo os pesquisadores, apesar de não apresentar riscos a humanos, o vírus pode sofrer mutações ao longo do tempo, podendo assim, infectar pessoas.

LEIA TAMBÉM!


Para os cientistas, a mutação pode ocorrer caso um ser humano com covid-19 entre em contato com um morcego que esteja infectado com o novo vírus ou seus excrementos. Por essa razão, é recomendado a utilização de equipamentos de proteção durante o contato com morcegos infectados.

Ainda segundo os especialistas, os morcegos-martelos não são comumente encontrados na América do Sul, sendo mais comuns em países da Ásia, Europa, África e Oceania. 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS