Diário Online
Notícias / Mundo-Notícias
INDONÉSIA

Mulher recebe 100 e homem 15 chicotadas por adultério

A sentença causou revolta nas redes sociais e foi executada em praça pública na província de Aceh.

sexta-feira, 14/01/2022, 15:58 - Atualizado em 14/01/2022, 16:12 - Autor: Com informações Daily Mail


O castigo da mulher foi brevemente interrompido porque ela não conseguia suportar a dor.
O castigo da mulher foi brevemente interrompido porque ela não conseguia suportar a dor. | Reprodução

Uma suposta traição conjugal levou uma mulher a ser condenada da pior forma na indonésia. O caso gerou indignação e revolta nas redes sociais. De acordo com as autoridades, a sentença foi cumprida nesta quinta-feira (13) em praça pública na na província conservadora de Aceh. 

Segundo o jornal Daily Mail, a mulher foi açoitada 100 vezes por ter cometido adultério com outro homem casado. Contudo, o castigo de ambos, no entanto, foi bastante diferente.

Enquanto que a jovem foi chicoteada 100 vezes, o homem com quem se envolveu foi apenas 15. A justificativa, da justiça, é que o homem, chefe da agência de pesca de East Aceh, negou as acusações.

Ainda segundo o jornal, o castigo da mulher foi brevemente interrompido porque ela não conseguia suportar a dor. Ivan Najjar Alavi, chefe da divisão de investigação geral da promotoria de East Aceh, disse que o tribunal proferiu uma sentença mais pesada para a mulher casada depois de ela ter confessado que teve relações sexuais fora do casamento.

Veja também:


Quanto ao acusado, Alavi revelou que “durante o julgamento ele não admitiu nada, negando todas as acusações. Assim, [os juízes] não são capazes de provar que ele é culpado”, mas como punição alternativa, os juízes consideraram o homem casado culpado de “mostrar afeto a uma parceira que não é sua esposa” depois de o casal ter sido encontrado fazendo sexo numa plantação de óleo de palma em 2018.

Inicialmente, o chefe da agência de pesca de East Aceh foi condenado a 30 chicotadas, mas o recurso bem-sucedido na Suprema Corte da Sharia em Aceh reduziu a sentença para 15.


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS