Notícias / Notícias Pará
ENTENDA!

Vacinação no Mangueirão terá sistema drive-thru 

Governador do Pará explicou como será usado este primeiro lote de vacina que chegou em Belém.

terça-feira, 19/01/2021, 09:16 - Atualizado em 19/01/2021, 09:16 - Autor: DOL com informações da Agência Pará


O governador Helder Barbalho durante coletiva que deu início à vacinação no Estado
O governador Helder Barbalho durante coletiva que deu início à vacinação no Estado | Reprodução

O governador Helder Barbalho anunciou que o estádio Mangueirão, no bairro do Mangueirão, terá sistema de drive-thru para vacinação. Ou seja, não será necessário descer do veículo para se vacinar.

O ginásio Mangueirinho está a disposição para as prefeituras de Belém e Ananindeua como pontos de vacinação, como informou o governador.

Na coletiva de imprensa, Helder ainda disse que este primeiro lote que chegou em Belém irá garantir a primeira e segunda doses para as pessoas priorizadas nesta primeira fase do plano de imunização.

"As 177 mil doses são para as duas rodadas de vacinação, isso diminui nossa amostra, porém garante tranquilidade e certeza para aqueles que serão o grupo alvo”, disse.

DISTRIBUIÇÃO

O Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) realizou os dois primeiros voos com destino a Marabá e Conceição do Araguaia, transportando mais de 15 mil doses. As aeronaves voaram às 3h desta terça-feira (19).

Ao longo do dia, as oito rotas restantes estão sendo realizadas, a fim de atender a todos os Centros Regionais de Saúde da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), levando o imunizante para localidades mais distantes, como a região do Marajó, Oriximiná, Santarém, Altamira, Prainha, Monte Alegre e Cametá, por exemplo.

Ao todo foram montados 10 planos de voo que utilizarão oito aeronaves, sendo cinco aviões de asa fixa e três aeronaves de asas rotativas. A Polícia Militar fará a escolta, em duas viaturas, para cada veículo da pasta de Saúde que estarão com as vacinas.

As vacinas serão conduzidas até os CRS da Sespa, localizados nas principais cidades do Estado, e cada Prefeitura será responsável pelo deslocamento e aplicação dos imunizantes. Nos locais onde geograficamente os acessos são feitos pelos rios, o Grupamento Fluvial de Segurança Pública (Gflu) contribuirá para levar os isopores contendo as vacinas até as comunidades ribeirinhas.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS