Notícias / Notícias Pará
BELÉM CONTRA COVID

Professores devem mostrar declaração da escola para vacinar

Profissionais da educação vão precisar apresentar declaração - que deve ser solicitada diretamente nos estabelecimentos que possuem vínculo - nos postos de vacinação.

sexta-feira, 28/05/2021, 11:48 - Atualizado em 28/05/2021, 12:31 - Autor: Wesley Costa/Diário do Pará


Vacinação conbtra covid-19 iniciará em profissionais da educação, neste sábado (29).
Vacinação conbtra covid-19 iniciará em profissionais da educação, neste sábado (29). | Celso Rodrigues/Diário do Pará

Uma das categorias que mais espera para a vacinação contra a covid-19 é a de educadores e profissionais da educação. Com a imunização dos professores, as aulas podem até voltar ao normal em breve.

Buscando essa realidade, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) se reuniu ontem com escolas municipais para tratar sobre a vacinação contra a Covid-19 dos profissionais da educação, agendada para ocorrer neste sábado (29). Durante a reunião, realizada virtualmente, foram repassadas orientações gerais a respeito da distribuição da vacina e a documentação necessária.

Homem entra armado com facão no Boulevard Shopping

A secretária municipal de Educação, Márcia Bittencourt, comunicou aos diretores das escolares que a vacinação contemplará, nesta primeira fase, os profissionais da educação infantil e educação especial. Para isso, as escolas municipais farão o levantamento desses profissionais para distribuir, nesta sexta (28), a declaração que será encaminhada pela Semec.

ASTRAZENECA

A vacinação faz parte da terceira etapa do plano de imunização estadual, que disponibilizou cerca de 5 mil doses do imunizante Astrazeneca e será dividida entre a rede municipal de ensino de Belém e a rede de ensino privada. Para o público da Semec, que será imunizado nesta fase foram destinadas 4 mil doses, aproximadamente 70% dos profissionais.

Garota de 12 anos planejava ataques a escolas no Pará

“Os profissionais da educação infantil e educação especial serão contemplados nesta primeira fase, porque atendem crianças de 0 a 5 anos, onde muitas mães precisam trabalhar e não tem com quem deixar suas crianças”, explicou a assessora especial da Semec, Camila Malcher, que integra a comitiva de negociação da vacinação.

Declaração que precisa apresentar

Ela apresentou o modelo de declaração que os profissionais da educação precisam apresentar nos postos de vacinação e tirou dúvidas dos participantes.

“Todo profissional que esteja no seu efetivo exercício da função na educação infantil e especial terá direito à vacinação. Ou seja, porteiros, vigias, merendeiras, administrativos e professores que atendem a educação infantil e especial. Os profissionais que atuam no ensino fundamental e médio serão contemplados na segunda fase, que poderá ser ainda em junho. Precisamos que todos ajudem este processo acontecer”, disse.

A assessora ressaltou que, independentemente do município que o profissional more, o que importante é a declaração de vínculo com a rede municipal de ensino de Belém. Isso quer dizer que não serão contempladas as pessoas afastadas por processo de aposentadoria ou que ainda vão assinar contrato.

As grávidas só com orientação médica. Os profissionais que estão de licença médica, mas que vão retornar ao exercício da função, podem se vacinar. “Também serão contemplados os profissionais terceirizados ligados à educação infantil como barqueiros, por exemplo”, concluiu Camila.

Outro grupo contemplado será dos profissionais da sede da Semec e profissionais da Fundação Municipal de Assistência ao Estudante (Fmae) e Fundação Escola Bosque. Os profissionais devem apresentar no ato da vacina os seguintes documentos: registro de identificação, CPF, cartão do sus, declaração da escola e contracheque.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS