Diário Online
Notícias / Notícias Pará
CAMETÁ

Sespa e prefeitura apuram mortes por síndrome respiratória

Seis casos foram registrados desde o último dia 15 de dezembro. Analises laboratoriais irão verificar se vítimas estavam infectadas por alguma arbovirose.

quarta-feira, 05/01/2022, 14:22 - Atualizado em 05/01/2022, 14:22 - Autor: Denilson d'Almeida


Órgãos de Saúde investigam mortes em Cametá.
Órgãos de Saúde investigam mortes em Cametá. | Departamento de Comunicação/Prefeitura de Cametá

Os moradores de Cametá, no nordeste paraense, estão preocupados com uma onda de morte por pacientes que manifestaram síndromes respiratórias e hemorragias nas últimas semanas. Equipes das secretarias de saúde Municipal e Estadual (Sespa) investigam o caso juntamente com equipes do Laboratório Central do Estado (Lacen) e Instituto Evandro Chagas (IEC) que já receberam coletas de materiais para serem examinados.

Desde o último dia 15 de dezembro, pelo menos seis pessoas morreram depois de apresentar falta de ar, tosse, febre, dor na região do tórax e hematêmese (vômito com sangue). Todos vinham sendo atendidos no Hospital Regional de Cametá, que notificou a Sespa sobre os óbitos. Uma equipe de Vigilância Epidemiológica de Cametá também acompanha o caso. Além das seis vítimas, uma sétima pessoa foi atendida na unidade, mas recebeu alta.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde Pública, os casos passam por investigação, pelo Lacen-PA e IEC, para detecção de vírus respiratórios e outros agravos como dengue, febre amarela e leptospirose. A Sespa afirma ainda que não é possível afirmar se há relação ou não com o vírus H3N2, pois o casos ainda estão sob investigação.

A prefeitura de Cametá informou que foram feitas análises dos prontuários dos pacientes e que dados foram coletados com familiares das vítimas. A administração municipal comunicou ainda que aguarda os resultados do Lacen e do Instituto Evandro Chagas para fechar os casos.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS