Diário Online
Notícias / Notícias Pará
POSICIONAMENTO

Escola diz que não negou vaga a aluno autista em Ananindeua

A pós a repercussão, o Escola La Salle se pronunciou sobre o caso e diz que não negou a vaga à criança.

terça-feira, 11/01/2022, 18:32 - Atualizado em 12/01/2022, 09:42 - Autor: DOL


Escola La Salle em Ananindeua
Escola La Salle em Ananindeua | Divulgação

Na semana passada, um pai de uma criança autista procurou a redação do DOL para denunciar um caso de discriminação sofrido por ele ao tentar matricular o filho de apenas 11 anos em uma escola particular em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. 

Ao DOL, seu Alison Ricardo contou que, ele, a esposa Fabiula Machado e o filho foram até Escola La Salle para matricular a criança. No local, a família foi recebida pela coordenadora que apresentou todos os espaços da instituição. No meio da apresentação, eles foram informados que não haveria vagas para o menino. Indignados com a recusa, Alison registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Combate aos Crimes Discriminatórios e Homofóbicos da Policia Civil.

Devido a repercussão do caso, a Escola La Salle se pronunciou por meio de nota enviada ao DOL, esclarecendo que a instituição não negou vaga à criança. E informou que uma legislação vigente no Estado do Pará estabelece limite de número de alunos de Educação Especial por turma.

Segundo a instituição, atualmente o Colégio atende no 6º ano do Ensino Fundamental, nível de ensino procurado pela família, 6 alunos que necessitam de Atendimento Educacional Especializado, sendo 4 deles autistas. Dessa forma, La Salle não negou a existência de vaga à família, apenas colocou em análise a possibilidade perante a realidade apresentada.

A instituição ainda destaca que já foram realizados contatos com a família a respeito da existência da vaga, mas não obtiveram retorno até o momento.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA:

| Divulgação


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS