Diário Online
Notícias / Notícias Pará
IMUNIZAÇÃO INFANTIL

Pará vai ter 248 mil doses de vacina da Pfizer para crianças

Previsão é que a remessa de imunizantes para crianças de 5 a 11 anos, com 1,2 milhão de doses, chegue ao Brasil nesta quinta. Expectativa é que sejam enviadas ao Estado nos próximos dias, referentes aos primeiros lotes

quinta-feira, 13/01/2022, 08:18 - Atualizado em 13/01/2022, 08:24 - Autor: Luiza Mello/De Brasília


A Anvisa autorizou o uso da vacina da Pfizer para crianças entre 5 e 11 anos no dia 16 de dezembro do ano passado
A Anvisa autorizou o uso da vacina da Pfizer para crianças entre 5 e 11 anos no dia 16 de dezembro do ano passado | Ascom/Fiocruz

O Pará vai receber nos próximos dias cerca de 248 mil doses pediátricas da vacina da Pfizer. A previsão é que o primeiro lote de imunizantes para crianças de 5 a 11 anos, com 1,2 milhão de doses, chegue ao Brasil nesta quinta-feira, 13. O Estado do Pará vai receber 4,99% do total deste primeiro lote, ou 62 mil doses. Os dois próximos lotes chegam nos dias 20 e 27 com 3,7 milhões de doses e caberá ao Pará 186 mil doses. A distribuição das doses é feita pelo critério populacional, segundo informa o Ministério da Saúde, que fará a distribuição das vacinas.

Em fevereiro, a expectativa é que a Pfizer entregue mais 7,2 milhões de doses e em março mais 8,4 milhões de imunizantes, informa o Ministério da Saúde. Desses dois lotes, o Pará vai receber 778 vacinas, o que é suficiente para completar o esquema vacinal para as crianças, que também é composto por duas doses com intervalo de oito semanas.

Leia também:

Covid: Helder cancela agenda após filhos testarem positivo

Aumento no preço da gasolina chega aos postos do Pará

O Ministério da Saúde ressalta que as vacinas passam por um rigoroso processo de qualidade para garantir a integridade dos imunizantes. “Após todas as etapas, os lotes são enviados às unidades federativas de forma proporcional e equivalente, considerando a quantidade de crianças de cada ente federado. Até o momento, o único imunizante aprovado pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação nesse público é o da farmacêutica Pfizer”, reforça nota do Ministério da Saúde.

Grupo

A dose comprada para crianças é específica para esse grupo, com um terço do insumo normal. Um estudo mostrou 90,7% de eficácia contra casos sintomáticos nas crianças. A chegada das vacinas coincide com a preocupação crescente sobre casos de Covid-19 em crianças, em meio ao aumento geral do contágio no Brasil nas últimas semanas.

A Anvisa autorizou o uso da vacina da Pfizer para crianças entre 5 e 11 anos no dia 16 de dezembro do ano passado. O Ministério da Saúde incluiu as crianças no Plano Nacional de Imunização (PNI) no dia 4 de janeiro.

Na semana passada, mediante a falta de informações sobre a quantidade de vacinas pediátricas adquiridas pelo governo federal, o governador Helder Barbalho garantiu que, caso a quantidade de imunizantes a ser enviada pelo Ministério da Saúde não seja suficiente para a população de crianças de 5 a 11 anos, o Governo do Pará pretende adquirir as doses necessárias para atender a esse público.

“O Estado terá vacinas suficientes para atender a este público. Os pais que desejam vacinar seus filhos podem ficar tranquilos”, disse o governador. Helder lembrou que o Pará foi o Estado que mais comprou vacinas para as outras faixas etárias, “e não será diferente agora, quando chegou o momento de proteger a vida das crianças”.

Embora a Covid-19 tenha se mostrado, até o momento, menos grave em crianças, ainda não se sabe como a variante Ômicron, mais transmissível, pode afetar esse grupo.

Saiba mais

Desde o início da pandemia, o Ministério da Saúde contabilizava 308 mortes entre crianças nessa faixa etária entre 5 e 11 anos. Pediatras se preocupam ainda com a chamada “covid longa’’, que são as sequelas que permanecem após a recuperação da doença e podem afetar também crianças recuperadas.

Na semana passada o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos publicou um estudo que mostra o maior número já registrado de infecções por Covid-19 em crianças de 4 anos ou menos, faixa etária ainda não elegível para vacinação naquele país, que, assim como o Brasil, só comporta crianças acima de 5 anos.

Considerando a média de 600 mil casos diários registrados nos Estados Unidos, um em cada cinco tem sido em crianças, de acordo com o estudo do CDC. As autoridades americanas voltaram a pedir que pais levem as crianças para serem imunizadas. Menos de 20% na faixa entre 5 e 11 anos tomou uma dose naquele país, embora as doses estejam disponíveis desde dezembro.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS