Diário Online
Notícias / Notícias Pará
AÇÕES EM BELÉM

Varíola dos macacos: Saúde monitora situação epidemiológica

A Secretaria Municipal de Saúde de Belém reúne profissionais que vão monitorar a situação epidemiológica na capital.

quarta-feira, 03/08/2022, 12:23 - Atualizado em 03/08/2022, 12:22 - Autor: Com informações de Wellington Jr./RBATV

Google News

Após o primeiro caso confirmado no Pará, secretarias de saúde monitoram a situação epidemiológica.
Após o primeiro caso confirmado no Pará, secretarias de saúde monitoram a situação epidemiológica. | Reprodução: Internet

As atenções estão redobradas depois da confirmação do primeiro caso da varíola dos macacos no Pará. A Secretaria Municipal de Saúde de Belém reúne profissionais, que a partir de agora devem monitorar a situação epidemiológica na capital.

Adriano Furtado, diretor de vigilância à saúde de Belém, contou que algumas precauções já estavam sendo tomadas. "Já estávamos com esse contato antes da confirmação do primeiro caso. Tudo isso é para debater as novidades que surgem do vírus. A Secretária de Saúde de Ananindeua e membros da Sespa também participam dessas discussões", disse o diretor.

Sespa confirma primeiro caso de varíola dos macacos no Pará

A doença tem semelhança com a varíola humana, mas, de acordo com o diretor de vigilância, é difícil identificar logo nos primeiros sintomas. "Geralmente, os sintomas iniciam com mal-estar, dor de cabeça e indisposição. Só com o surgimento dos ferimentos que vem a confirmação. Então, é necessário ficar atento e ter cuidado." alertou Adriano.

Pará tem três casos suspeitos de varíola dos macacos

A varíola dos macacos é transmitida pelo contato próximo com a pessoa infectada, seja através de gotículas respiratórias e/ou compartilhamento de objetos e roupas pessoais. Apesar da doença preocupar os profissionais de saúde, eles explicam que a contaminação e o nível de letalidade é baixo e não se compara com o vírus da Covid-19. 

"A letalidade é pequena. Não se compara com a pandemia de coronavirus, mas, não é devido a isso que vamos deixar de nos cuidar, certo?", completou.

Varíola dos macacos: transmissão e os sintomas

O primeiro caso em território paraense foi confirmado na última terça-feira (2), pela Secretária de Saúde Pública do Pará. O homem de 27 anos tem histórico de viagem para São Paulo e Rio de Janeiro. Ele segue em isolamento domiciliar e é monitorado por uma equipe de vigilância em saúde.

A Sespa também aguarda resultados de exames de duas pessoas que estão com suspeita da doença. Elas são dos municípios de Parauapebas e Santarém, no interior do estado.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS