plus
plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Edição do Dia
Previsão do Tempo 26°
cotação atual R$


home
INVESTIGAÇÃO

Suspeito de matar PM no 40 Horas recebeu ordem, diz PCPA

Em entrevista coletiva, o delegado geral da Polícia Civil do Pará Walter Resende, deu mais detalhes sobre a morte do PM da reserva subtenente César.

twitter Google News
Imagem ilustrativa da notícia Suspeito de matar PM no 40 Horas recebeu ordem, diz PCPA camera Um dos homens estaria devendo traficantes e foi usado como executor para pagar a dívida | (Divulgação)

A violência urbana fez mais uma vítima neste final de semana, em Ananindeua. Com isso, a Polícia Civil do Pará (PCPA) iniciou investigações para desvendar o crime.

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (17), a PCPA divulgou novas informações sobre a prisão de dois suspeitos no envolvimento da morte do Subtenente César. O crime ocorreu na noite do último sábado (15), em um mercadinho na avenida Hélio Gueiros, no bairro do 40 Horas, em Ananindeua.

CONTEÚDOS RELACIONADOS:

De acordo com as autoridades, a ordem para executar o policial militar partiu de integrantes de uma facção criminosa.

Segundo o delegado Walter Resende, o suspeito de atirar no policial teria uma dívida com traficantes e, por isso, foi ordenado a matar o Subtenente César.

“Os mandantes do crime são vinculados a facções criminosas e tem envolvimento no tráfico de drogas na área. Segundo que se apurou preliminarmente, esse elemento (suspeito de executar) tinha dívida com traficantes e recebeu a missão de praticar esse crime como uma maneira de quitar a dívida. Os mandantes orientaram quem seria a vítima e ele executou. Mas isso tudo ainda é objeto de investigação. Com a prisão deles certamente vamos poder ampliar a investigação e buscar todos os envolvidos”, disse Walter Resende.

Em depoimento às autoridades, o homem disse que devolveu a arma do crime aos mandantes e que o objeto está sendo uma diligência da Polícia Civil. "Certamente que o depoimento dele não merece muita credibilidade, mas nós estamos fazendo todos os esforços para juntar no inquérito policial todos os elementos possíveis que possam levar esse elemento para sua condenação, assim como os outros envolvidos nesse homicídio", informou o delegado.

Quer mais notícias do Pará? Acesse nosso canal no WhatsApp

SUSPEITO DE SER COMPARSA É PRESO

Além do suspeito de executar o policial da reserva, outro homem também foi detido, pois teria sido comparsa e dado apoio ao executor depois do crime. “Eles foram presos em menos de 24 horas depois do homicídio. Além do executor, o outro foi autuado por dar apoio logístico. É importante ressaltar o trabalho unificado de todo o sistema de segurança pública, logo após o fato. Tanto Polícia Civil, Polícia Militar, a Secretaria de Administração Penitenciária, todos unidos conseguiram identificar o autor da execução”, continuou Resende.

Conforme a PC, o executor estava em um condomínio, onde morava, e já se preparava para fugir do Pará. Por outro lado, o suspeito de ajudar no crime, foi capturado na casa onde morava, algumas ruas de distância. Além disso, ainda foram apreendidos celulares, drogas, munições, o veículo usado no crime e até peças de roupa usadas no momento do crime. Eles estavam no bairro do Coqueiro, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém (RMB).

Após a prisão dos suspeitos, as investigações continuam para identificar e prender os mandantes do crime.

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

    Mais em Notícias Pará

    Leia mais notícias de Notícias Pará. Clique aqui!

    Últimas Notícias