Diário Online
Notícias / Notícias Pará
Notícias Pará

Mesmo federalizada, PA-150 ainda amarga abandono

quarta-feira, 30/03/2011, 06:46 - Atualizado em 25/04/2019, 20:38 - Autor:

Google News

Continua sem policiamento rodoviário o trecho de quase 500 quilômetros da BR-155, que liga Redenção a Marabá. A situação tem gerado insegurança entre as pessoas que trafegam diariamente pela rodovia. O trecho passa por seis municípios do sul e sudeste do Pará. O percurso oferece perigo não só pela ação de bandidos, mas pelas condições precárias em que se encontram alguns trechos da pista.


No ano passado, a BR-155, a antiga PA-150, foi federalizada. Os postos de fiscalização existentes ao longo da rodovia, que antes eram usados pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE), foram desocupados e entregues ao comando da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Mas, passados mais de seis meses desde a federalização, as unidades policiais continuam desativadas.


É o caso de Redenção. Lá, o posto que pertencia à PRE fica a cerca de 5 km da sede do município e, embora tenha passado por uma ampla reforma, continua sem policiais. A unidade desativada favorece ações de violência, já que, com a ausência dos policiais, os bandidos fazem o que bem entendem e na hora em que acham melhor.


O comerciante Nilmar Rodrigues, que mora em Redenção e é dono de uma loja de materiais de construção em Rio Maria, viaja pela BR-155 duas vezes por semana e já presenciou várias cenas de violência. Ele diz que viaja só durante o dia. “Andar pela estrada à noite é pedir para ser assaltado ou até mesmo morrer”.


O vendedor Expedito Ribeiro Neto, morador de Pau D´Arco, a 23 quilômetros de Redenção, diz que além de conviver com o risco constante de cair nas mãos de assaltantes, os motoristas também são obrigados a ter atenção redobrada devido a trechos esburacados da rodovia. “Infelizmente a nossa região está abandonada. Até quando, não sabemos”.


ACIDENTES


Outras cenas de violência na BR-155 são proporcionadas pelos inúmeros acidentes ao longo da rodovia. Como não existe fiscalização, pessoas não habilitadas e veículos irregulares trafegam livremente a qualquer hora do dia e da noite, sem serem incomodados. Isso aumenta o risco de acidentes, principalmente aos finais de semana, quando o movimento é maior em virtude da procura pelos balneários.


Alberto Brito, chefe da Delegacia da PRF em Marabá, explicou ao DIÁRIO que só aguarda a publicação no Diário Oficial da União da atribuição da competência da BR-155 à delegacia de Marabá. Nos postos instalados ao longo da BR, a polícia também fará reformas para poder retomar a atividade de fiscalização.


Brito destacou que os acidentes no trecho preocupam a PRF, principalmente entre Eldorado de Carajás e Marabá. “Assim que estivermos oficializados com a devida responsabilidade pela via vamos ampliar a utilização de etilômetros e monitoramento para minimizar os acidentes”. Os postos da PRF na BR-155 estão instalados em Marabá, Xinguara e Redenção. De acordo com Brito, a BR-155 já consta no plano nacional de viação, inclusive com verba destinada a melhorias. (Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS