Diário Online
Notícias / Notícias Pará
Notícias Pará

Presidente entrega máquinas para 32 municípios

sábado, 26/04/2014, 08:08 - Atualizado em 26/04/2014, 10:09 - Autor:


Após a inauguração do porto em Barcarena, que contou com a presença do governador Simão Jatene, a presidente Dilma Rousseff teve uma agenda movimentada em Belém. O primeiro compromisso, no início da tarde, foi a formatura de 1,2 mil alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec). Em seguida, a presidente fez a entrega de máquinas destinadas à agricultura familiar em 32 municípios paraenses.


Acompanhada de ministros, a presidente foi ciceroneada pelo senador Jader Barbalho, pelo pré-candidato ao governo do Pará, Helder Barbalho, pela deputada federal Elcione Barbalho, pela ex-governadora Ana Júlia Carepa e por vários outros deputados estaduais e federais.


No Hangar, Dilma foi recebida pelos jovens formados em cursos técnicos pelo Pronatec, fez a entrega de diplomas e aproveitou para uma espécie de prestação de contas da atuação do governo na área da educação. O ministro da pasta Henrique Paim lembrou da criação das universidades do oeste e do sul e sudeste do Pará, além dos 27 mil alunos que já concluíram o ensino superior em faculdades privadas graças aos programas de bolsas (Prouni) e de financiamento estudantil (Fies).


A presidente anunciou que a meta é criar, até o fim do atual governo, 208 escolas técnicas em todo o país, das quais 164 já estão funcionado. No Pará, o governo federal pretende implantar mais nove campi. Os primeiros serão nos municípios de Ananindeua, Cametá e Parauapebas, onde as escolas devem funcionar no segundo semestre deste ano. A presidente destacou que, contando com as unidades inauguradas no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Pará já soma 12 escolas inauguradas na gestão petista. E essa não foi a única citação de Dilma ao ex-presidente. Ao se referir a um dos formandos, a presidente lembrou que Lula também fez curso técnico.

ENTREGA


O segundo compromisso da presidente em Belém foi no parque de exposições do Entroncamento. Sob uma chuva fina e para uma plateia formada por prefeitos que vieram a Belém receber máquinas para a agricultura familiar, Dilma fez o terceiro discurso do dia no Pará. O início da fala foi tumultuado. Um grupo de servidores públicos federais recebeu Dilma aos gritos de “não vai ter Copa”. Partidários da presidente reagiram com aplausos e um coro de “Olê, olê, olá, Dilma, Dilma”.


“Faz parte da democracia”, disse a presidente sobre os protestos, ressaltando que era preciso, contudo, respeitar a maioria. Em resposta ao grupo que cobrava mais recursos para saúde e educação, Dilma anunciou que o governo federal vai liberar R$ 90 milhões para que o governo do Estado repasse ao município de Belém para viabilizar a compra do hospital Porto Dias, que deverá se tornar referência no atendimento de urgência e emergência na capital paraense. Os recursos serão acrescidos a uma operação de crédito já aprovada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para o Estado, que então repassará o dinheiro ao município.


A entrega das máquinas faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento. Os equipamentos recebidos pelos municípios vão beneficiar 30 mil famílias e o investimento foi de R$ 13 milhões. O programa já beneficiou pequenos produtores em 109 dos 144 municípios paraenses, somando investimentos de R$ 87 milhões. Além do ministro da Educação, Dilma veio ao Pará acompanhada dos ministros do Transportes, César Borges, e do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto.


Acompanharam a agenda os deputados Beto Faro, Miriquinho Batista, Lúcio Vale, Cláudio Puty, José Priante, José Geraldo e o ex-deputado Paulo Rocha.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS