Notícias / Notícias Pará
Notícias Pará

Navios reforçam buscas aos 9 desaparecidos após naufrágio

terça-feira, 08/08/2017, 07:50 - Atualizado em 08/08/2017, 07:52 - Autor:


Ainda não há pistas do local exato onde está o empurrador naufragado no Rio Amazonas. Até ontem as buscas pela embarcação e pelos desaparecidos continuavam sem êxito. Segundo o Corpo de Bombeiros do Pará, a maior dificuldade é a forte correnteza do rio, que pode estar deslocando o empurrador para outras áreas. “A água é barrenta e a correnteza varia muito”, informa 
a major Vivian Leite.


O acidente aconteceu às 4h30 do último dia 2, próximo ao município de Óbidos. O empurrador da empresa Bertolini se chocou com um navio da Mercosul Santos. Das 11 pessoas a bordo do empurrador, duas foram resgatadas e 9 continuam desaparecidas. O trabalho de buscas foi reforçado no sábado (5), com a chegada, no local do acidente, de duas embarcações 
de grande porte. 


O navio-patrulha “Bocaina”, partiu de Belém e o navio Hidroceanográfico Fluvial “Rio Branco”, de Manaus. A vantagem destas embarcações é que têm sonares de alta precisão, com ecobatímetro multifeixe e side scan sonar (sonar de varredura lateral).

PROCURA


As buscas estão sendo conduzidas pela Marinha, Corpo de Bombeiros, agentes da Polícia Federal e da Polícia Militar e embarcações regionais. Os 9 mergulhadores do Corpo de Bombeiros estão sendo auxiliados por equipamentos de mergulho de grande profundidade, já que o fundo do rio pode chegar a 100 metros. A equipe trabalha com a ajuda de um compressor que leva ar a longa distância, permitindo um deslocamento maior dos mergulhadores.


As buscas estão sendo feitas em um raio de 40 km do local do acidente. Segundo o Corpo de Bombeiros, a procura é diária, começando nas primeiras horas da manhã e só terminando no início da noite. A Capitania Fluvial e a Polícia Civil continuam apurando as causas do acidente. Na sexta-feira (4), a empresa Mercosul entregou as gravações do VDR (Voyage Data Recorder) que auxiliarão na conclusão do inquérito administrativo. O VDR grava várias informações do navio, incluindo rumo, velocidade, posição pelo GPS (Sistema de Posicionamento Global), regime das máquinas e gravação das conversas na torre de comando, entre outros.


ACIDENTE


O acidente aconteceu às 4h30 da manhã do último dia 2, no rio Amazonas, próximo ao município de Óbidos, quando o empurrador da empresa Bertolini se chocou com um navio da Mercosul Santos. Das 11 pessoas a bordo do empurrador que naufragou, duas foram resgatadas e 9 estão desaparecidas.


(Leidemar Oliveira)

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS