Diário Online
Notícias / Polícia
ACESSO PAGO

Pastor preso pela PF foi secretário do governo de Jatene

O pastor Arilton Moura foi preso em Belém, na última quarta-feira (22), pela operação Acesso Pago.

quinta-feira, 23/06/2022, 09:18 - Atualizado em 23/06/2022, 10:57 - Autor: ( com informação da Band )

Google News

Em 2018, Arilton Moura (direita) foi nomeado secretário de Estado pelo então governador do Pará, Simão Jatene (esquerda)
Em 2018, Arilton Moura (direita) foi nomeado secretário de Estado pelo então governador do Pará, Simão Jatene (esquerda) | Antônio Silva-Ag.Pará / Divulgação MEC

Na manhã da última quarta-feira (22), a Polícia Federal deflagrou a operação Acesso Pago, que investiga repasses do ministério da educação. A PF cumpriu 13 mandados de busca e apreensão e 5 de prisão em Goiás, São Paulo, Pará, além do Distrito Federal. Na operação foram presos o ex-ministro Milton Ribeiro e os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura Correia, este último em Belém.

Ex-ministro e pastor ligado a Bolsonaro são presos pela PF

Quem é Arilton Moura Correia?

Arilton já foi secretário de Estado durante a gestão de Simão Jatene (PSDB) no Pará. Em maio de 2018, ele foi nomeado para comandar a Secretaria Extraordinária de Estado para Integração de Ações Comunitárias do Pará, com publicação feita na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 4 de maio, na página 6. Sua exoneração foi publicada em novembro do mesmo ano. 

 

Página 6 do DOE de 04/06/2018
Página 6 do DOE de 04/06/2018 | ( Reprodução )
 

Ele é apontado como pastor da Igreja Assembleia de Deus de Missão de Todos os Santos. Em 25 de abril de 2019, ele se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro (PL) e outros pastores. Em 2020, o ministro da Educação, Victor Godoy Veiga, tentou nomeá-lo para um cargo comissionado no MEC, mas a Casa Civil rejeitou o pedido.

Pastor ligado a ex-ministro de Bolsonaro foi preso no Pará

 

Arilton Moura e Gilmar Santos são acusados de cobrar propina de prefeitos para facilitar acesso a verbas públicas.
Arilton Moura e Gilmar Santos são acusados de cobrar propina de prefeitos para facilitar acesso a verbas públicas. | ( Reprodução )
 


O pastor Gilmar Santos

Em um dos seus perfis no Instagram, Gilmar Santos diz que prega o Evangelho há 40 anos, é pastor presidente do Ministério Cristo para todos, presidente da Convenção Nacional de Igrejas e Ministros das Assembleias de Deus no Brasil e diretor do Instituto Teológico Cristo Para Todos, focada em formar líderes evangélicos.

Na noite anterior a sua prisão, Gilmar liderava um culto, onde pediu dinheiro aos fiéis para uma reforma no templo.

Leia também:

PF investiga crime organizado e fraudes no Tocantins

Dupla em motocicleta executa jovem a tiros em Icoaraci

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS