Diário Online
Notícias / Polícia
Polícia

Policial morto era investigado por homicídios

quinta-feira, 06/11/2014, 10:32 - Atualizado em 06/11/2014, 12:38 - Autor:


A morte do cabo da Polícia Militar, Antônio Figueiredo, ocorrida na última terça-feira (4), trouxe à tona uma série de irregularidades da vida militar do soldado da Ronda Tática Metropolitana (Rotam). Homicídio era a principal acusação que pesava sobre ele.


Segundo a Polícia Civil, Figueiredo respondia a um inquérito policial civil por homicídio. Uma outra acusação, pelo mesmo crime, estava sendo investigada.


"No primeiro, foi aberto o inquérito e, no segundo, iniciada a investigação contra ele e mais três acusados. Essas investigações correm em segredo de justiça, por isso não podemos adiantar mais detalhes", afirmou a Polícia Civil.


Figueiredo fazia parte da Corporação há 22 anos. Nos últimos cinco, esteve afastados das atividades por problemas de saúde originados após ter levado um tiro no joelho.


Pet, como também era conhecido, foi o primeiro PM da Rotam assassinado este ano. No entanto, entrou para as estatísticas de 16 policiais militares mortos em 2014, segundo a Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiros Militar.


Ele era suspeito de integrar um grupo de milícia que agia em diversos bairros da capital. A Polícia Civil não confirma a informação.


(DOL)

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS