Diário Online
Notícias / Política
ELEIÇÕES 2022

Lula fecha com oito partidos e Bolsonaro reúne três siglas

Convenções dos partidos chegaram ao fim nesta sexta-feira (5) e o balanço dos dois candidatos à presidência foi apresentado

sábado, 06/08/2022, 10:58 - Atualizado em 06/08/2022, 10:57 - Autor: Com informações do UOL

Google News

Candidatos à presidência foram confirmados pelos respectivos partidos
Candidatos à presidência foram confirmados pelos respectivos partidos | Lula Marques e Marcos Corrêa

Chegou ao fim o período das convenções partidárias para as eleições de 2022. Da mesma forma como foi possível conhecer todos os candidatos lançados por seus respectivos partidos e suas alianças, a exemplo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), que firmaram suas estratégias na última semana.

Candidatos apostam em apelidos para conquistar eleitor

O ex-presidente conseguiu formar o maior bloco partidário na disputa presidencial. Dessa forma, Lula conta agora com o apoio de oito siglas. Do outro lado, o atual presidente, também candidato à reeleição pelo cargo, tem seu partido e mais duas legendas.

Helder é confirmado como candidato à reeleição pelo MDB

Na visão de especialistas, ter a representatividade de partidos em uma aliança é importante porque se traduz em maior tempo de propaganda no rádio e na TV, além de ter mais fundo eleitoral à disposição do candidato.

Apoio

Lula contará com as alianças dos partidos PSB, Solidariedade, PSOL, Rede, Avante, PCdoB, Agir (antigo PTC) e PV. Ao todo, as legendas elegeram 130 deputados, 12 senadores e oito governadores somente em 2018. Lula contará também com mais exposição midiática em relação aos concorrentes.

Existe a possibilidade de que o petista consiga ainda o apoio de um nono partido, o PROS, porém, tudo depende de um desfecho de uma disputa judicial que envolve duas alas desses partidos.

Enquanto isso, Bolsonaro se concentrou em atrair para a própria chapa o Progressistas e Republicanos. Em 2018, o PL e outros dois partidos chegaram a eleger 101 deputados, sete senadores e um governador. Para o líder do PL, partido de Bolsonaro, o deputado Altineu Côrtes, trata-se de uma “curva favorável”.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS