Diário Online
Notícias / Santarém
RELEMBRE O CASO!

Há 5 anos, médico foi preso por estupro e pedofilia no Pará

Álvaro Cardoso Magalhães foi denunciado por abusar sexualmente de crianças.

quarta-feira, 13/07/2022, 10:58 - Atualizado em 13/07/2022, 10:57 - Autor: Com informações de O Estado Net

Google News

No Pará, um médico também foi preso após ser denunciado por abusar sexualmente de crianças.
No Pará, um médico também foi preso após ser denunciado por abusar sexualmente de crianças. | Reprodução

Há exatos cinco anos e 10 dias, policiais civis da Delegacia de Atendimento à Criança e Adolescente (DEACA) prenderam o também médico, Álvaro Cardoso Magalhães. Além dele, duas mulheres foram presas acusadas de pertencerem à uma rede de pedofilia, que atuava no município de Santarém, no oeste do Pará. 

Anestesista preso por estupro é hostilizado em presídio

Álvaro Cardoso Magalhães foi condenado a 22 anos de prisão, no dia 25 de outubro de 2017, pelos crimes de estupro de vulnerável e pedofilia, juntamente com Odete Fritz e Darliane dos Santos. 

Diferente do médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra, preso esta semana por estuprar uma grávida durante o parto, em um hospital no Rio de Janeiro, o santareno foi denunciado por abusar sexualmente de crianças. Uma das vítimas seria filha de uma mulher com quem o médico mantinha uma relação amorosa, apesar de ser casado. Os relatos do caso também são estarrecedores e chocaram a população da região. 

Anestesista fez postagem irônica antes de estupro e prisão

Álvaro continua preso no Centro de Recuperação do Coqueiro, presídio na Região Metropolitana de Belém. 

Saiba todos os detalhes do caso no portal O Estado Net, parceiro do DOL.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS