Diário Online
Notícias / Te Cuida
CAMPANHA DE VACINAÇÃO

Não lembra se tomou a vacina do sarampo? Veja o que fazer!

Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe e o sarampo segue até 3 de junho. Especialistas indicam o que fazer caso não lembre se tomou ou não a vacina.

terça-feira, 12/04/2022, 11:58 - Atualizado em 12/04/2022, 11:58 - Autor: Com informações do Metrópoles

Google News

Em caso de dúvida, é melhor tomar a dose da vacina.
Em caso de dúvida, é melhor tomar a dose da vacina. | Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O sarampo é uma doença altamente contagiosa, que provoca febre, tosse persistente, coriza, conjuntivite e manchas vermelhas no corpo. Nos casos mais graves, pode resultar em pneumonia, doenças neurológicas e até mesmo morte. A alta de casos da doença no Brasil preocupa as autoridades sanitárias. 

O Ministério da Saúde lançou, neste mês, a Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza e o sarampo. No caso desta enfermidade, a aplicação de vacinas está voltada para a imunização dos trabalhadores da saúde e de crianças com idades entre 6 meses e 5 anos (até 4 anos, 11 meses e 29 dias).

Vacinação contra Covid e gripe segue esta semana; veja!

Saúde confirma 1º caso de subvariante da Ômicron no país

Mesmo adultos que não sabem se foram vacinados na infância contra o sarampo devem tomar nova dose. O médico Renato Kfouri, diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), afirma que a dose a mais não traz riscos para as pessoas que não têm certeza se tomaram o esquema completo.

“Caso não tenha o seu cartão vacinação ou não lembre se tomou essa vacina na infância, vale a pena tomar mais uma dose”, sugere Kfouri.

AUMENTO DE CASOS

Até meados de 2016, o Brasil era referência no controle do sarampo. O país chegou a receber da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de erradicação da doença.

A volta na circulação do vírus ocorreu após dois surtos: com a entrada pelo Norte do país, entre 2016 e 2017; e em 2018, por São Paulo.

A infectologista Ana Helena Germoglio avalia que, durante a pandemia de Covid-19, a cobertura vacinal de várias doenças caiu por causa do receio da população em ir aos postos de saúde. Segundo a especialista, é muito importante que os pais regularizem os cartões de vacinação dos filhos agora. “Neste momento, temos um cenário melhor da pandemia, precisamos correr atrás do prejuízo”, ressalta a profissional.

Jader quer investigar redução de gastos com vacinação

Veja a lista dos grupos que podem se vacinar na Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza e o Sarampo:

Primeira etapa – 4 de abril a 2 de maio:

- Idosos com 60 anos ou mais (gripe);

- Trabalhadores da saúde (gripe e sarampo).

Segunda etapa – 2 de maio a 3 de junho:

- Crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias) (gripe e sarampo);

- Gestantes e puérperas (gripe);

- Povos indígenas (gripe);

- Professores (gripe);

- Pessoas com comorbidades (gripe);

- Pessoas com deficiência permanente (gripe);

- Profissionais de forças de segurança e salvamento e Forças Armadas (gripe);

- Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso (gripe);

- Trabalhadores portuários (gripe);

- Funcionários do sistema prisional (gripe);

- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas (gripe);

- População privada de liberdade (gripe).

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS