plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 27°
cotação atual R$


home
IMUNIZAÇÃO

HPV: Veja quem pode tomar a vacina no SUS

Após o anúncio feito pelo Governo que reduziu a vacina a dose única, ampliou o grupo de pessoas que podem tomar o imunizante no SUS.

Imagem ilustrativa da notícia HPV: Veja quem pode tomar a vacina no SUS camera A população até 19 anos de idade será incluída como parte do público alvo da vacinação. | Divulgação/Instituto Butantan

O Papiloma Vírus Humano, popularmente conhecido como HPV, é um vírus capaz de causar verrugas na pele e mucosas, podendo evoluir para um dos tipos de câncer que mais matam mulheres em todo o Brasil, o de colo do útero. Apesar dos vários subtipos de vírus existentes, são transmitidos principalmente pelo contato com a pele e pela relação sexual. No Brasil, o Ministério da Saúde estima que cerca de 17 mil mulheres sejam diagnosticadas com a doença todos os anos.

Na noite de segunda-feira (1°), a Ministra da Saúde, Nísia Trindade anunciou que a vacina contra o HPV será aplicada agora em dose única no Sistema Único de saúde (SUS).

O anúncio feito pela Ministra amplia o grupo de pessoas que têm direito ao imunizante. Além das meninas e meninos com idades entre 9 e 14 anos, que já têm direito ao imunizante na rede pública, a população até 19 anos de idade será incluída como parte do público alvo da vacinação.

Proteção contra o HPV

O HPV é transmitido pela via sexual, o que inclui os contatos oral-genital, genital-genital ou mesmo manual-genital – ou seja, a penetração não é necessária para que o vírus passe de uma pessoa a outra.

A recomendação internacional para prevenir a infecção pelo HPV é de crianças e adolescentes sejam vacinados antes do início da vida sexual, quando ainda não estão expostos ao vírus.

No entanto, o imunizante também pode trazer vantagens para pessoas que já tenham iniciado a vida sexual.

Conteúdos relacionados

As vacinas incluem as cepas mais comuns e graves do HPV — mesmo que uma pessoa já tenha sido infectada, ela dificilmente desenvolveu proteção contra todas as variantes agressivas do vírus e, por isso, a imunização é recomendada.

No SUS, a vacina aplicada é a quadrivalente, produzida pelo Instituto Butantan. Ela oferece proteção contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do vírus.

Imunização na rede privada

As pessoas que não fazem parte do público-alvo do Ministério da Saúde, podem recorrer às clinicas particulares para obterem a vacina.

Quer mais notícias sobre Brasil? Acesse nosso canal no WhastApp

Na rede privada, a vacina disponível é a nonavalente HPV9, da MSD, que custa cerca de R$ 2,7 mil. Além das quatro cepas da vacina da rede pública, o imunizante das clínicas privadas inclui os tipos 31, 33, 45, 52 e 58.

HPV e câncer

A infecção pelo HPV é muito frequente, mas transitória, regredindo espontaneamente na maioria das vezes. Nos casos em que a infecção costuma persistir, ela é causada por um tipo viral oncogênico (com potencial para causar câncer) e desenvolve lesões precursoras de tumores.

Caso as lesões provocadas pelo HPV não sejam identificadas e tratadas, elas podem progredir para o câncer, principalmente no colo do útero, mas também na vagina, vulva, ânus, pênis, orofaringe e boca.

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Te Cuida

Leia mais notícias de Te Cuida. Clique aqui!

Últimas Notícias