DOL Carajás
Notícias / Polícia
BRIGA DE TRÂNSITO

Acusado de matar “Marido de Aluguel” se apresenta à Polícia

Autônomo conhecido por prestar serviços de manutenção conhecido como “Marido de Aluguel” foi morto com facada no peito após briga de trânsito

quinta-feira, 20/01/2022, 17:01 - Atualizado em 20/01/2022, 17:01 - Autor: DOL Carajás com informações de Sandra Regina de Conceição do Araguaia

Google News

O pecuarista Amador José de Queiroz compareceu a unidade policial acompanhado do seu advogado, e da namorada e prestou depoimento
O pecuarista Amador José de Queiroz compareceu a unidade policial acompanhado do seu advogado, e da namorada e prestou depoimento | Reprodução

O homem acusado de ter matado o empresário conhecido como “Marido de aluguel” se apresentou na Delegacia de Polícia Civil de Conceição do Araguaia, no Sul do Pará, e contou a autoridade policial sua versão dos fatos.

O suspeito do assassinato do empresário José Luiz Neto, popularmente conhecido como “Marido de aluguel”, de 41 anos, se apresentou na Delegacia de Conceição do Araguaia, na noite da última terça-feira, 17. 

O autônomo José Luiz Neto, conhecido popularmente como Neto, dono de uma empresa de prestação de serviços “Marido de Aluguel”, foi assassinado com uma facada no peito na última sexta-feira (14) em Redenção. 

O pecuarista Amador José de Queiroz compareceu a unidade policial acompanhado do seu advogado, e da namorada e prestou depoimento para o delegado César, que procedeu o interrogatório do investigado. 

Segundo Amador, os dois estavam na avenida Santa Teresa, Centro de Redenção, quando o empresário, deu ré inesperada no seu automóvel, um veículo modelo prisma, de cor vermelha, e acabou encostando na parte da frente da caminhonete HILUX, branca, propriedade do pecuarista. 

Veja também!

Discussão no trânsito termina em assassinato de empresário

Polícia Civil identifica acusado de matar empresário

Mulher morre após colidir moto em caminhão parado

Segundo o depoimento, após o acidente, o acusado buzinou e Neto teria feito um gesto obsceno para ele. O pecuarista se chateou com a situação e empurrou o carro do Neto, saindo do local.

Logo à frente, o dono da HILUX parou e verificou os danos no veículo, e inesperadamente reencontrou o empresário em outra via. 

Segundo o pecuarista, a faca estava com a vítima e ele não percebeu o objeto cortante. Ele declarou que ao empurrar o autônomo, ele acabou sendo ferido mortalmente no peito. Ele declarou também que ao perceber que a vítima tinha se ferido, se desesperou e se evadiu do local. 

Depois da repercussão nas redes sociais e sites de notícias sobre a morte do empresário, o pecuarista relatou ao delegado que abandonou a caminhonete com medo das possíveis consequências e represálias pelo ato. 

Após prestar depoimento o acusado foi liberado, e aguarda decisão da Justiça. 

A autoridade policial poderá solicitar prisão preventiva do investigado no prazo de até 30 dias. (Sandra Regina)


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS