DOL Carajás
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$
TRAGÉDIA ANUNCIADA

Mulher morta a facadas em Marabá já havia denunciado marido 

A vítima já havia registrado várias queixas contra o companheiro, mas sempre o perdoava

domingo, 17/04/2022, 11:30 - Atualizado em 18/04/2022, 12:29 - Autor: Alessandra Gonçalves

Google News

Juscimaria Sousa Lopes foi assassinada com várias facadas
Juscimaria Sousa Lopes foi assassinada com várias facadas | Reprodução

Mais um feminicídio foi registrado em Marabá, no sudeste do estado. Após uma discussão, uma mulher foi morta na noite deste sábado (16) pelo companheiro no Bairro Nossa Senhora Aparecida. 

A vítima já havia registrado várias ocorrências contra o agressor por violência doméstica, embora sempre o perdoasse. Juscimaria Sousa Lopes foi assassinada com várias facadas, na Rua 21. 

 

Juscimaria Sousa Lopes foi assassinada com várias facadas
Juscimaria Sousa Lopes foi assassinada com várias facadas | Reprodução
 

Após ser ferida, ela ainda tentou correr e acabou falecendo em via pública. Depois do ato,  Francisco Rayone dos Santos Silva fugiu do local. O casal possuía três filhos, ainda não se sabe se as crianças presenciaram a mãe sendo morta. 

 

Mulher foi assassinada com várias facadas
Mulher foi assassinada com várias facadas | Reprodução
 

Um vizinho, que por medo pediu para não ser identificado, contou que as constantes agressões eram frequentes. “Ele tem várias passagens pela polícia por agredir ela. Ele já tinha sido preso, mas quando era solto, ela aceitava de novo”, disse o homem revoltado. 

O corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), onde passará por perícia. O caso deverá ser investigado pela Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher).  

Veja também:

Acidente de trânsito mata empresário no Sul do Pará 

Polícia encontra pistas do desaparecimento de eletricistas

MORTA PELO EX

Em menos de uma semana esse é o segundo crime de feminicídio registrado na cidade. No domingo (10), Daniara Rodrigues de Couto, de 20 anos, que estava grávida de 2 meses, foi assassinada pelo ex-marido Erisvaldo Souza Silva, de 22 anos. O crime ocorreu após o homem sair do culto de uma igreja evangélica. Ele foi preso em flagrante. 



Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)