Esporte / Esporte Pará
NÃO DEU CERTO

Botafogo jogou por uma bola contra o Paysandu, diz técnico

Eutrópio disse que Boatofogo-PB jogou de maneira defensiva e por uma bola

terça-feira, 08/06/2021, 07:22 - Atualizado em 08/06/2021, 07:21 - Autor: Kaio Rodrigues/DOL


Papão apresentou partida bem abaixo do esperado e foi derrotado por Botafogo-PB na Curuzu.
Papão apresentou partida bem abaixo do esperado e foi derrotado por Botafogo-PB na Curuzu. | (Foto: Reprodução/Papão TV)

Uma noite para ser esquecida lá pelas bandas da Curuzu. O Paysandu teve oito dias de preparação para encarar o Botafogo-PB, mas nada deu certo.

O técnico Vinícius Eutrópio disse, em entrevista coletiva, que suas ideias estavam postas na equipe bicolor e que o trabalho da semana fluía bem. No entanto, não foi o que se viu. Um Lobo com muitos erros de passe,sem criatividade, sem atitude e vendo os visitantes dominarem. Custou caro: Papão 0 x 2 Belo.

"Foi um jogo que deixou bem claro o que será a Série C. São times que irão vir jogar por uma bola. Que virão com a faca entre os dentes, dando a vida contra o Paysandu. Eles iniciaram com uma marcação muito baixa, explorando os nossos erros. Temos que saber lidar com isso e melhorar muito, principalmente a parte técnica, para que a gente não dê o que os adversários querem, um erro ou contra-ataque. Uma semana de treinamento parece que é uma eternidade no futebol. Dá para colocar algumas coisas e conceitos. A gente sempre lembra que não é uma ciência exata como outras profissões. Assim como nós tivemos uma semana, o Botafogo-PB também teve e conseguiu neutralizar tudo o que nós fizemos", destacou.

O treinador comentou sobre as dificuldades que a equipe teve durante o confronto contra os paraibanos e justificou a manutenção da equipe titular na volta para o segundo tempo, explicando qual foi a sua ideia, que não teve resultado.

"Até os 20 minutos eu via o time ter jogadas de profundidade pela direita, poucas pela esquerda, mas com muitas dificuldades de construção. Tomamos um gol e a equipe ficou muito nervosa. O que senti? Que esses jogadores têm qualidade para reverter (a situação naquele momento). Então, nós mudamos. Colocamos o Paulinho para organizar o lado direito e o Bruno no esquerdo, adiantando o Ratinho. Mantivemos os jogadores e mudamos o sistema. Esperei mais 10 minutos para que esses jogadores pudessem baixar a poeira. Tentamos algumas coisas, mas não surtiu efeito".

O atacante Nicolas não vive um bom momento. A última vez que balançou as redes foi na derrota contra o Remo, na quarta rodada do Campeonato Paraense. Hoje, são 12 jogos sem marcar gol. Já Gabriel Barbosa, que marcou três na final do Parazão, vem recebendo poucos minutos em campo. O treinador comentou sobre o assunto.

"O Nicolas de titular é opção técnica. É um jogador que merece essa aposta, ele é uma referência, mesmo não fazendo gol, é importante criando jogadas e abrindo espaços. Hoje, ele não foi bem como toda a equipe, mas nós estamos abertos. Não tem existe titular e nem reserva. Temos que pensar em todas as opções, principalmente para o próximo jogo", concluiu.

O Papão volta a campo no próximo sábado (12) para encarar o Jacuipense, fora de casa, a partir das 19h. 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS