Diário Online
Esporte / Esporte Pará
"LIGAR O ALERTA"

Goleiro fala como está ambiente entre jogadores do Paysandu

Victor Souza falou sobre pressão sob o elenco, dispensas, polêmica após risada e de Gabriel Barbosa

quarta-feira, 09/06/2021, 23:59 - Atualizado em 09/06/2021, 23:58 - Autor: Kaio Rodrigues/DOL


Victor Souza foi um dos poucos que se salvaram da atuação pífia diante do Botafogo-PB.
Victor Souza foi um dos poucos que se salvaram da atuação pífia diante do Botafogo-PB. | (Foto: Jorge Luís Totti/Paysandu)

O elenco do Paysandu passa por um momento de grande pressão, muito por conta da atuação que teve na derrota diante do Botafogo-PB, na Curuzu, a última segunda-feira (07). Um dos únicos que se salvou das críticas – se não fosse ele ia ser, no mínimo, 5 a 0 –, o goleiro Victor Souza falou sobre o a situação conturbada que o Papão vive na temporada.

"O clima não está como a gente queria. Queríamos estar com seis pontos dentro da competição (Série C do Brasieleiro), mas aconteceu um empate fora e uma derrota fora. Temos que dar nosso melhor, falando menos e trabalhar para voltar a ter um ambiente de alegria com estava sendo no pós-título. Mas não temos que levar tudo para o outro lado. Nem sempre quando ganha está tudo certo e nem sempre ganho perde está tudo errado. Estamos dando o nosso melhor, trabalhando. Nunca faltou empenho de ninguém. A confiança entre a gente é grande", disse Victor.

As criticas da imprensa e da torcida estão rondando o Lobo. Com um empate e uma derrota, com desempenhos bem abaixo do esperado, o Alviceleste ocupa a penúltima colocação do Grupo A da Série C do Brasileiro. Para o arqueiro, o grupo busca se blindar dos comentários negativos, elogiou a estrutura que o Paysandu vem dando para a disputa do torneio nacional e disse que time precisa ligar o alerta.

"É ruim, mas a gente trabalha. Estou no clube desde a pré-temporada. Jogadores chegam e saem. Sabemos da qualidade de cada um. O Paysandu dá o melhor para nós. O presidente, Maurício, faz de tudo por nós, assim como todo o staff. Temos que buscar nosso melhor dentro de campo, pois somos nós, jogadores, que iremos mudar todas as situações negativas. A gente busca se blindar (das críticas). Confiamos um no outro, não há desconfiança de ninguém, confiamos na comissão técnica e eles na gente. Está no começo, são 18 rodadas, mas temos que ligar o alerta porque é uma competição rápida. Vamos buscar reverter essa situação. Dentro de casa temos que atropelar todo mundo e pontuar fora para buscar a classificação", falou.

 

Goleiro do Papão não fugiu de perguntas polêmicas.
Goleiro do Papão não fugiu de perguntas polêmicas. Foto: Jorge Luís Totti/Paysandu
 

Outro problemão que os jogadores estão tendo é o assunto sobre dispensas. O presidente Maurício Ettinger, em sua conta no twitter, disse que atletas iriam ser dispensados pelo Papão. Embora nada de oficial tenha sido divulgado, o DOL informou com exclusividade que o atacante Igor Goularte encabeça a lista, que deve aumentar durante a semana. Victor Souza falou sobre o assunto.

"Sobre as dispensas, não tem nada concreto. Sabemos o que está acontecendo. Mas não tem nenhum que saiu por dispensa. Então todos estão trabalhando, se dedicando. Como falei, somos uma família. Faremos o possível para um ajudar o outro, pois nas vitórias nosso grupo está unido e feliz, evitando essas situações desagradáveis", comentou o goleiro do Papão.

O Paysandu perdeu o atacante Gabriel Barbosa. O jogador que marcou três gols na final do Campeonato Paraense e pertencia ao Palmeiras foi negociado com o FC Seoul, da Coreia do Sul. No Papão, o ex-camisa 9 fez nove jogos e marcou cinco gols. O goleiro Alviceleste disse que o grupo ficou feliz pelo companheiro, que partia atrás de uma nova oportunidade de vida.

"O Gabriel é um grande jogador e amigo. É muito ruim quando um jogador sai, pois perdemos um elo, pois é somos uma família. Por ele, ficamos felizes, pois o próprio falou que é uma oportunidade da vida, que era o momento dele sair. É um sonho para ele jogar lá. Tudo devido ao trabalho. Se tivesse mal, não tivesse fazendo gol, ou não ocorresse a noite histórica da final, possivelmente não aconteceria. É mérito dele. Hoje, desejamos sorte e sucesso", contou.

Victor Souza e o Paysandu terão a chance de se redimir na partida contra a Jacuipense, no próximo sábado, no Estádio Alfredão, em Pituaçu-BA, a partir das 19h. A partida é válida pela terceira rodada da Série C do Brasileiro. Assim como o Papão, os baianos ainda não venceram pela competição e também somam um ponto.

POLÊMICA

Victor Souza foi flagrado pelas câmeras de transmissão da DAZN sorrindo com o goleiro adversário Felipe após a partida, o que desagradou alguns torcedores, principalmente por conta da atuação apresentada pelo Papão diante do Belo. Outro criticado foi o lateral-direito Israel. O goleiro falou bastante e explicou os motivos dele e do companheiro de conversarem com os jogadores adversários.

 

Victor Souza abraçou o goleiro Felipe, do Botafogo-PB, após derrota por 2 a 0 do Papão na Curuzu.
Victor Souza abraçou o goleiro Felipe, do Botafogo-PB, após derrota por 2 a 0 do Papão na Curuzu. (Foto: Reprodução/DAZN)
 

"Peço desculpas para quem achou que estávamos de sacanagem. Apareceu eu e o Israel. Conversamos sobre isso. Ele passou anos lá, tem amigos. Foi muito feliz no Botafogo-PB. O Felipe eu conheço ele há muitos anos. Tenho ele como ídolo. Sou fã pelo que já realizou no Corinthians e Flamengo, na época que eu começava minha carreira no Cruzeiro. Fui abraçar porque não conhecia ele pessoalmente. Tenho uma empresa, a VS Luva, e ele é meu cliente há três anos. Então foi um momento que ele veio falar comigo sobre a qualidade das luvas e falei que era fã, que joguei com ele no videogame. Foi uma brincadeira depois do jogo. Em nenhum momento eu desrespeitei a instituição Paysandu e nem os torcedores. Quem me conhece sabe que fico muito triste. As vezes ganhamos e levo gol, fico triste, pois busco a perfeição. Busquei o meu melhor. Aconteceu a derrota. Nos encontramos porque os vestiários estavam investidos com o lado de campo de cada time. Em nenhum momento fizemos brincadeira para sujar nossa imagem no Paysandu. Temos o objetivo de acesso, de crescer e evoluir. Eu não ia fazer graça. Muitas pessoas vieram falar comigo sobre isso, mas só peço desculpas, pois não foi para desrespeitar em momento algum. Vou continuar trabalhando, me dedicando, para sair de campo rindo com as vitórias e poder comemorar com todos vocês", finalizou.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS