Diário Online
Esporte / Esporte Pará
HOMEM GOL

Lucas Tocantins agradece ao Remo e destaca espírito do grupo

Atacante marcou o gol que garantiu a virada no jogo contra o Vitória, pela Segundona, e destacou os cuidados que o Leão Azul teve com ele na cirurgia da face

domingo, 12/09/2021, 22:56 - Atualizado em 12/09/2021, 23:11 - Autor: Kaio Rodrigues


Lucas Tocantins marcou contra o Brasil de Pelotas e teve uma fratura no rosto. Na sua volta, marcou novamente, dessa vez contra o Vitória.
Lucas Tocantins marcou contra o Brasil de Pelotas e teve uma fratura no rosto. Na sua volta, marcou novamente, dessa vez contra o Vitória. | Samara Miranda/Remo

A virada para cima do Vitória, na última sexta-feira (12), ocorreu graças ao faro de gol do atacante Lucas Tocantins, que retornou a equipe em grande estilo. Após ter ficado um longo período afastado por lesão, ele sofreu uma fratura no lance do gol contra o Brasil de Pelotas e desfalcou o Leão contra o Botafogo. Após a cirurgia, o jogador voltou contra o baianos marcando gol novamente.

"Fiquei muito triste depois do que aconteceu em Pelotas. Feliz pelo gol, mas triste, pois senti uma porrada muito forte. Graças a Deus, desde que me machuquei profissionais do clube fizeram coisas por mim que nenhum outro lugar já fez, correram atrás de cirurgia. Pude voltar bem e fazer o gol. Feliz mesmo pela vitória, o time merecia, tem lutado o tempo todo. Independente se a vitória tem vindo ou não, a gente luta até o final"

 

Lucas Tocantins comemora seu gol no Barradão.
Lucas Tocantins comemora seu gol no Barradão. | (Foto: Samara Miranda/Remo)
 

O Leão Azul vive altos e baixos na competição nacional. Os azulinos ocupam a 11ª colocação com 30 pontos, sete de diferença para a zona de rebaixamento e 10 para o G-4. Tocantins destacou o espírito da equipe azulina ao longo dos jogos, independente do resulato e de quem esteja atuando, dizendo que é por isso que os resultados positivos aparecem.

"Importante não são os jogadores, mas a equipe. A gente sempre prioriza isso nas nossas palestras. Independente se é eu que estou jogando, se é outro, se vou entrar ou não, aqui a gente sempre torce um pelo outro. Acho que é por isso que as coisas acontecem. Saímos atrás no placar, bate um pouco de desespero, mas colocamos a consciência, sabíamos que daria pra vencer e, graças a Deus, saímos com o resultado positivo".

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS