Esporte / Esporte Pará
HOMOFOBIA

Torcedor do Paysandu é alvo de haters após dança na Curuzu

Tiktoker Arthur Souza se pronunciou através das redes sociais lamentando ter recebido várias mensagens preconceituosas e homofóbicas.

quarta-feira, 13/10/2021, 17:59 - Atualizado em 13/10/2021, 21:36 - Autor: Magno Fernandes


Arthur no vídeo que gerou polêmicas e ataques ao tiktoker
Arthur no vídeo que gerou polêmicas e ataques ao tiktoker | Reprodução

Que o futebol é uma das maiores alegrias e paixões do brasileiro, isso todo mundo sabe. Quando essas emoções se unem com a internet, a relação entre torcedor e clube ganha proporções cada vez maiores através das redes sociais.

No entanto, da mesma forma que alguns exaltam suas demonstrações de amor, os considerados "haters", usam o assunto para destilar preconceito e até mesmo vão ao extremo com termos homofóbicos, por exemplo.

Goleiro do Paysandu dá recado à Fiel: "melhor está por vir"

Paysandu disponibiliza absorventes em banheiros do estádio

Em meio a volta do público aos jogos do Paysandu, ocorrido na última segunda-feira (11), pela Série C do Campeonato Brasileiro, o torcedor Arthur Souza acabou sendo um dos assuntos mais comentados nas redes sociais e grupos nos aplicativos de mensagens, após ter viralizado um vídeo em que aparece no lado externo do estádio da Curuzu fazendo a coreografia da música “Late Coração”, da dupla Ávine e Matheus Fernandes.

O vídeo, publicado na rede social TikTok, foi compartilhado pelo próprio influencer.
ASSISTA!


Enquanto alguns torcedores elogiaram o vídeo do torcedor - que tem mais de 70 mil seguidores na plataforma tiktok - e passaram a compartilhar o material - outros criticaram sua atitude com várias mensagens ofensivas. Já no twitter, Arthur Souza lamentou ser mais uma vítima de ataques verbais na internet, no qual expõe algumas mensagens homofóbicas.

"Cara, tô muito feliz com a repercussão do vídeo, mas tenho que fazer um adendo. QUE MERDA É A HOMOFOBIA NO FUTEBOL. Em pleno 2021, fiz uma dancinha, e tem gente usando orientação sexual como xingamento. Veio gente no feed, na dm, xingar… Que absurdo.", disse. 

ESCLARECIMENTOS

Embora tenha recebido muitas mensagens de apoio, o torcedor bicolor continuou sendo alvo de críticas. Por conta disso, ele gravou um vídeo esclarecendo toda a situação no qual lamenta ser vítima de ataques nocivos na internet.

"Eu simplesmente não pensei que eu precisaria fazer esse vídeo, mas diante de muito comentário de ódio, eu precisei fazer. Sou torcedor apaixonado pelo Paysandu, sócio bicolor e trabalho com o Tiktok há algum tempo já, esse vídeo viralizou e o sonho de um criador de conteúdo é esse. Porém, infelizmente, tem gente confundindo as coisas. Peço que compartilhem esse vídeo. Vou continuar meu trabalho pq amo futebol", lamentou.

HOMOFOBIA É CRIME

A homofobia passou a ser considerada crime em 2019 após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Conforme decisão da Corte, declarações homofóbicas são enquadradas no crime de racismo. A pena prevista é de um a três anos, podendo chegar a cinco anos em casos mais graves.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS