Diário Online
Esporte / Esporte Pará
PROFUT

Medida Cautelar do STF beneficia o Clube do Remo 

Em razão dos efeitos da pandemia, a medida visa proteger os clubes membros da Associação Nacional dos Clubes de Futebol.

segunda-feira, 06/12/2021, 10:37 - Atualizado em 06/12/2021, 10:40 - Autor: Lucas Contente


Medida Beneficia o Leão
Medida Beneficia o Leão | Foto: Reprodução/Remo TV

Na última sexta-feira, 6, o ministro do STF Gilmar Mendes atendeu pedido para suspender o pagamento do parcelamento de dívidas no âmbito do Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut).

A medida irá beneficiar clubes que tiveram seus parcelamentos rescindidos ou que façam parte do programa de parcelamento.

Essa medida tem a intenção de proteger times de futebol que passam por um período de dificuldade financeira perante o fisco, em razão dos efeitos da pandemia, dentre eles, o Clube do Remo.

LEIA TAMBÉM:

Remo pode contratar executivo do Santa Cruz para montar time

Jogos entre Remo e Vila Nova não terão torcida visitante

Neto Pessoa entra em lista seleta de artilheiros do Re-Pa

De acordo com João Paulo Mendes Neto, um dos sócios do escritório paraense Mendes Advocacia e Consultoria, a decisão foi em favor do patrimônio cultural brasileiro, que é o futebol.

"Estamos diante de uma decisão histórica do STF em favor do patrimônio cultural brasileiro que é o futebol, nos termos do artigo 216 da Constituição Federal. Uma manifestação como esta da Suprema Corte garante harmonia e equilíbrio entre os Poderes diante de um eventual e novo PROFUT que poderá vir por meio de uma Medida Provisória. Assegurando ao Executivo e ao Legislativo, que a converterá em lei, a constitucionalidade de manutenção do parcelamento e fomento aos clubes de futebol; paixão do povo brasileiro", comemorou.

VEJA MAIS - Palmeiras anuncia saída de Felipe Melo: "Obrigado, capitão!"


Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS