Diário Online
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
QUE CLÁSSICO É ESSE?

Eletrizante, Paysandu e Remo empatam na Curuzu

Re-Pa teve gols no fim, expulsão e terminou empatado em 1 a 1

domingo, 20/02/2022, 19:12 - Atualizado em 20/02/2022, 22:08 - Autor: Diego Beckman

Google News

Clássico foi de fortes emoções e terminou igual
Clássico foi de fortes emoções e terminou igual | Magno Fernandes

Eletrizante, nervosismo e emoção: assim resume-se o clássico entre Paysandu X Remo, que parou Belém e o estado do Pará.

Com gols no fim, o Re-Pa 763 terminou empatado em 1 a 1, neste domingo (20), no estádio da Curuzu, em Belém. Por um lado, o Paysandu evita derrota para o rival em casa, mesmo sendo superior, enquanto que o Remo mantém o tabu que agora é de oito jogos sem derrota para o rival.

VEJA COMO FOI O CLÁSSICO

Gedoz se pronuncia após saída do clássico

Dioguinho comemora gol e exalta torcida do Paysandu

Remo mantém tabu em cima do rival

Video: confusão tem tiros dentro da Curuzu após Re-Pa

O Re-Pa tem tudo, como nervosismo entre os jogadores. Logo no inicio, Marcão e Bruno Alves se estranharam mostrando o tempero do clássico, que no primeiro tempo teve amplo domínio do Paysandu.

Na blitz bicolor, o Papão teve chances com Robinho e Marlon que exigiram reflexo do goleiro Vinicius. Ambos os lances, Marcelo Toscano chegou atrasado para balançar a rede.

Com poder ofensivo alto, o Paysandu tentou também pelo alto e deu trabalho a Vinicius: Marcão usou a cabeça e o goleiro remista fez ótima defesa, aos 37 minutos. Já José Aldo tentou bater colocado, mas assustou a defensiva do Remo.

Ainda no primeiro tempo, o Remo pouco fez no ataque e o que foi destaque foi a saída de Felipe Gedoz, aos 41 minutos do primeiro tempo para dar lugar a Ronald, uma saída que muitos estranharam.

No segundo tempo, o Paysandu começou em cima e assustou com Ricardinho, chutando no canto colocado e a bola foi para fora. O Remo que não atacava no jogo teve uma chance clara logo em seguida, com Brenner que chutou em cima do goleiro Elias.

As emoções ficaram mesmo para o fim da partida: aos 43 minutos, o Remo abriu o placar com Brenner que apareceu no meio da defesa bicolor e marca o seu primeiro gol em Re-Pa. Remo 1 a 0.

A euforia azulina mudou de lado cinco minutos depois: Igor Carvalho cobra lateral e no bate-rebate, Dioguinho usa a cabeça e faz valer a lei do Ex. Paysandu empata o jogo aos 48 minutos, 1 a 1.

O empate deixa o Paysandu com 14 pontos, melhor campanha do Parazão e o Remo chega a 13 pontos e divide a liderança do grupo C com o Caeté.

O Paysandu volta a campo pelo Parazão 2022 na quarta-feira (23), contra o Independente, em Parauapebas, enquanto que o Remo recebe o Águia no próximo sábado (26), pela última rodada da fase de classificação.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS

 

null Futebol, Minha Paixão
 


FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Elias; Igor Carvalho, Genilson, Marcão e João Paulo (Patrick Brey); Mikael, Ricardinho (Dioguinho) e José Aldo; Robinho, Marlon e Marcelo Toscano (Danrley)

Técnico: Márcio Fernandes

REMO: Vinicius; Ricardo Luz, Everton Sena, Marlon e Leonan; Anderson Uchoa, Pingo, Erick Flores (Veraldo) e Felipe Gedoz (Ronald); Brenner e Bruno Alves (Marco Antônio)

Técnico: Paulo Bonamigo

ÁRBITRO: Marco José Soares de Almeida

ASSISTENTES: Luis Diego Lopes e Rafael Ferreira Vieira

CARTÕES AMARELOS: Marcão, Miakel e José Aldo (PSC); Bruno Alves e Pingo (REM)

CARTÃO VERMELHO: Victor Diniz (PSC)


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS