Diário Online
Esporte / Esporte Pará
"MUITA ENTREGA"

Robson Melo exalta Castanhal e normaliza lamaçal no Modelão

Com um resultado maiúsculo contra o Paysandu, invicto até então, o treinador segue em evolução, agradece empenho dos atletas e compara situação do Modelão com outros estádios do Pará.

segunda-feira, 07/03/2022, 13:35 - Atualizado em 07/03/2022, 15:43 - Autor: Lucas Contente

Google News

Na goleada do Japiim sobre o Papão, Robson Melo exaltou atletas do Castanhal
Na goleada do Japiim sobre o Papão, Robson Melo exaltou atletas do Castanhal | Foto: Reprodução/Castanhal

A vitória maiúscula sobre o Paysandu, no último domingo (7), no Estádio Modelão, serviu para que o Castanhal pudesse aprender  lições importantes para jogar o futebol paraense. O time, que estava em baixa na competição, correndo sérios riscos de não se classificar para a próxima fase, conseguiu o passaporte para o mata-mata em grande estilo, goleando por 4 a 0 um dos únicos times, até então, invictos no Parazão.

Para Robson Melo, técnico recém chegado no time, o jogo foi importante para o entendimento do Japiim sobre o que fazer quando as condições do gramado não favorecem. Melo também agradeceu o empenho dos atletas.

"Agradecer o empenho e a dedicação dos atletas, o compromisso deles, a entrega para causa Japiim. A gente entende como funciona o futebol e que o nosso gramado necessitava que tivéssemos um pouco mais de raça e um pouco mais de guerra, um pouquinho mais de competitividade além de ter um adversário qualificado, difícil e invicto na competição, bem treinado, nós sabíamos que tinha várias situações", expressou.

Vindo de uma derrota pelo Parazão, para o Águia, e um empate na Copa do Brasil com o Vitória-BA, o treinador destacou o processo de evolução que o time vem tendo nos últimos jogos do Parazão, que vem garantido resultados positivos a equipe da Região Metropolitana de Belém.

"Deus abençoou a gente com os outros resultados, passamos de fase, demos um passo muito importante para o Castanhal que vem em uma crescente boa, eu tenho tido muito respeito, muita entrega dos atletas e isso só me fortalece para o dia a dia para que a gente possa continuar buscando a melhora, aprimorando as nossas jogadas e criando um pouco mais de situações (de gol)", disse.

 LEIA TAMBÉM:

Paysandu pede à FPF para não jogar mais no Modelão

Veja os classificados e rebaixados do Campeonato Paraense

Lateral do Paysandu também detona o gramado do Modelão

Embora o número de gols da tarde tenha sido elevado, para quem assistiu, não foi um jogo  agradável quando o quesito é futebol praticado. Por conta da forte chuva que atingiu grande parte do estado no último domingo (6), a condição do gramado do Estádio Modelão estava praticamente inviável para se realizar um jogo de futebol.

Para o treinador, embora o problema (lama) seja real, atrapalhando os dois times, no período chuvoso do inverno amazônico isso é "normal" e em outros estádios se encontraram os mesmos problemas.

"Atrapalhou nós (o gramado), atrapalhou o Paysandu, a situação do gramado castigado pelas chuvas, mas não tem como lamentar, a época é dela, não só o Modelão vive esse problema, vários outros estádios do estado passam por isso. Temos que nos adaptar e entender que quando precisar guerrear, vamos guerrear quando precisar jogar, vamos ter que jogar, mas sem perder nossa essência, nossa identidade que estamos construindo, um DNA de vitória de um time aguerrido, um time que não se entrega nunca", finalizou.

O Japiim da Estrada enfrenta, nesta quinta-feira (10), o embalado Águia, no Estádio Zinho Oliveira, em Marabá. O Azulão vem de 5 jogos sem derrota e empatou com o Clube do Remo na última rodada. A cobertura completa da partida você acompanha aqui no DOL!

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS