Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
PARANÁ

Suspeito de passar a mão em ciclista é preso 

Jovem foi derrubada e acabou ferida; o caso é investigado como importunação sexual e lesão corporal

terça-feira, 28/09/2021, 22:32 - Atualizado em 28/09/2021, 22:42 - Autor: Com informações do: Correio 24h


Andressa andava de bicicleta e um homem acabou passando a mão nela de dentro de um carro
Andressa andava de bicicleta e um homem acabou passando a mão nela de dentro de um carro | Reprodução/ Redes Sociais

O caso de uma mulher que foi ferida após um homem passar a mão nela ganhou forte repercussão desde o domingo (26). Menos de dois dias após a circulação das imagens mostrando o assédio, o criminoso foi preso nesta terça-feira (28).

O homem suspeito de assediar Andressa Lustosa, de 25 anos, estava em sua casa quando foi preso pelos agentes. Ele é suspeito de assediar a jovem que andava de bicicleta pelas ruas da cidade de Palmas, no Paraná.

Leia também:

Violência de gênero pesa contra conquistas das mulheres

Idosa morre após ser atingida por moto no bairro da Pedreira

Câmeras de segurança captaram o momento em que a jovem pedalava na rua quando o passageiro de um carro coloca o braço para fora e passa a mão no corpo de Andressa, derrubando-a logo em seguida. 

As imagens foram postadas pela própria Andressa nas redes. A estudante de direito denunciou a violência sofrida.

“Infelizmente, foi muito pior do que eu imaginava! Nós, mulheres, não temos um minutos de paz!! Sai de casa para andar de bicicleta e volto toda machucada pra casa por uma atitude covarde dessas!”, escreveu Andressa na publicação.

Segundo a Polícia Civil, todas as quatro pessoas que estavam no carro no momento foram identificadas. 

A PC ainda informou que o caso é investigado como importunação sexual e lesão corporal. A vítima prestou depoimento à polícia, e fará exame de corpo de delito por conta dos ferimentos causados pela queda.

"Eu acho que está na hora de alguém tomar uma atitude. A gente não está aguentando mais esse tipo de situação. É humilhante nós mulheres não podermos sair na rua para fazer uma atividade física. Você não pode sair na rua por medo. O que é isso? Em pleno século XXI, é triste. Não é normal isso", disse a estudante.

 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS