Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
SAÚDE

Jader defende vacina pneumocócica mais efetiva para idosos

O senador encaminhou ao Ministério da Saúde uma indicação para que estudos sejam feitos para a imunização de todos os idosos acima de 60 anos. Brasil tem mais de 71 mil mortes por ano nessa faixa etária.

domingo, 15/05/2022, 05:41 - Atualizado em 15/05/2022, 16:39 - Autor: Luiza Mello/Diário do Pará em Brasília

Google News

A vacina protege contra 23 tipos de pneumococos
A vacina protege contra 23 tipos de pneumococos | Agência Pará

Enquanto o mundo inteiro trabalha para recuperar o tempo perdido devido às interrupções relacionadas à pandemia da Covid-19, a Organização Mundial de Saúde (OMS) está apoiando esforços para fortalecer os sistemas de imunização da população mundial. Um dos focos é a vacinação da população de idosos (60 anos ou mais) contra a doença pneumocócica. As mortes causadas por doença pneumocócica contabilizam 1,6 milhão de óbitos anualmente em todo o mundo. A organização reconhece que a prevenção contra as doenças pneumocócicas, incluindo pneumonia, bacteremia, meningite, entre outras, é uma prioridade global, sendo a vacinação contra o pneumococo um método recomendado por diversas organizações brasileiras e internacionais para tanto.

Para a OMS, promover a vacinação contra pneumococo reduz risco de doenças invasivas e pneumonia na população idosa, considerada de alto risco, o que provocaria também a redução dos custos com internação, além de reduzir outros associados, tais como: perda de produtividade do idoso e de seus filhos/cuidadores e custos associados ao aumento da fragilidade do idoso após a infecção aguda.

Veja também:

Ministério da Saúde aumenta atenção para hepatite misteriosa

Auxílio emergencial retroativo será pago aos pais solteiros

“Após todo sofrimento que enfrentamos durante a pandemia do coronavírus, infelizmente com perdas de entes queridos e de pessoas que ainda poderiam contribuir muito para o nosso país, vejo hoje ser urgente a necessidade de se aprofundar no Brasil os estudos técnicos de efetividade e viabilidade para ampliar a disponibilidade da vacina pneumocócica 23-valente para toda a população idosa acima de 60 anos no país” defende o senador paraense, Jader Barbalho (MDB).

Dados disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde mostram que ocorrem, em média, 272 mil casos de internações e mais de 71 mil mortes por ano de pessoas com mais de 60 anos por doenças pneumocócicas no Brasil. “Esses números revelam a vulnerabilidade da população acima dos 60 anos. Infelizmente temos dados suficientes que mostram que mais pessoas nessa faixa etária podem morrer em decorrência de doenças pneumocócicas”, alerta o senador.

Na última sexta, 13, Jader Barbalho encaminhou ao Ministério da Saúde uma indicação para que sejam aprofundados os estudos para incluir no Plano Nacional de Imunização a vacina pneumocócica 23-valente para todos os idosos acima de 60 anos, uma vez que hoje ela só é indicada para aqueles nessa faixa etária que vivem acamados, hospitalizados e para todos aqueles que vivem em instituições fechadas, como asilos, casas geriátricas e casas de repouso. “É necessário deixar claro que a vacina 23-valente é eficiente para 23 tipos de pneumococos, portanto, mais eficiente quando se trata da população idosa”, lembra o senador.

 

A vacina protege contra 23 tipos de pneumococos
A vacina protege contra 23 tipos de pneumococos | Agência Pará
  

As doenças causadas pela bactéria pneumococo são importantes causas de mortalidade no mundo, principalmente em pessoas com idade acima de 60 anos. Desde agosto de 2014, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (Centers For Disease Control and Prevention – CDC) dos Estados Unidos recomenda o uso rotineiro de vacina pneumocócica conjugada em série com a vacina pneumocócica 23-valente para todos os pacientes com 65 anos ou mais. “A ideia é que o Sistema Único de Saúde (SUS) incorpore a vacina para a população nessa faixa etária”, defende Jader. A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde – Conitec, abriu uma consulta pública sobre a incorporação desta vacina para imunização da população de idosos contra as doenças pneumocócica no SUS.

CUSTO

Um estudo feito por um grupo de pesquisadores brasileiros mostra que o custo total de internações hospitalares por pneumonia registradas pelo SUS naquele ano foi de mais de R$ 267 milhões. “Essa situação pode ser agravada quando as doenças pneumocócicas são associadas às enfermidades crônicas que acompanham o envelhecimento, o que prejudica a saúde e o bem-estar do indivíduo, inclusive sua mobilidade, produtividade e independência”, avalia o estudo

As hospitalizações por conta de pneumonia aumentam com a idade e representam um impacto humano e econômico substancial para o Sistema Único de Saúde. Os últimos dados disponíveis são de 2015, e mostram que no Brasil, as pneumonias causaram 242.465 internações de adultos com idade a partir de 60 anos por pneumonia, e óbito de 43.112 pessoas vítimas nas mesmas condições. “Por todos esses motivos e para garantir a saúde da população idosa, encaminhei ao Ministério da Saúde a indicação para a realização de estudos técnicos de efetividade e viabilidade, para que o SUS forneça a vacina pneumocócica 23-valente para todas as pessoas acima de 60 anos no país”, concluiu o senador.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS