Diário Online
Notícias / Mundo-Notícias
DECISÃO POLÊMICA

Federação de Natação restringe mulheres trans em campeonatos

As atletas só poderão competir se fizerem a transição de gênero até os 12 anos de idade

quarta-feira, 22/06/2022, 20:08 - Atualizado em 22/06/2022, 20:04 - Autor: Com informações CNN

Google News

Nadadora americana trans Lia Thomas
Nadadora americana trans Lia Thomas | Reprodução

Medo, violência, discriminação e falta de oportunidade. Essa é a rotina enfrentada pelas pessoas transgêneros e travestis em quase todos os países do mundo. Os obstáculos para a inserção da comunidade trans no mercado formal são muitos.

Passam pela desinformação de recrutadores e gestores, por preconceitos pessoais e estruturais e pela falta de políticas públicas que promovam a diversidade no ambiente de trabalho. No esporte o cenário não é diferente.

No último domingo (19.6), a Federação Internacional de Natação (Fina) anunciou que proibiu a participação de atletas transgênero das competições de elite em categorias femininas, caso tenham passado por alguma das etapas da puberdade masculina. 

De acordo com a Fina, as atletas só poderão competir se fizerem a transição de gênero até os 12 anos de idade. A mudança foi definida durante o congresso geral extraordinário da Fina, em Budapeste, onde acontece o campeonato mundial de natação. Os membros ouviram um relatório de uma força-tarefa transgênero composta por figuras médicas, jurídicas e esportivas.

A restrição foi aprovada com 71% dos votos dos 152 membros da federação e foi descrita pela entidade como "apenas um passo em direção à total inclusão" de atletas transgênero. A federação também informou que vai criar uma categoria aberta somente para atletas trans.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS