Diário Online
Notícias / Notícias Pará
COVID-19

Vacinação para pessoas acima de 30 anos segue em Belém

Em Belém, a estimativa é que 250 mil pessoas de 30 a 39 anos tomem o imunizante de reforço nos postos de saúde. Um dos critérios é ter sido vacinado pela última vez há quatro meses.

terça-feira, 26/07/2022, 08:43 - Atualizado em 26/07/2022, 08:42 - Autor: Wesley Costa/Diário do Pará

Google News

No primeiro dia de aplicação para o novo público, a procura foi considerada discreta pela Prefeitura
No primeiro dia de aplicação para o novo público, a procura foi considerada discreta pela Prefeitura | Irene Almeida/Diário do Pará

A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), iniciou ontem a aplicação da quarta dose da vacina contra a Covid-19 para o público com 30 anos ou mais.

Segundo a Sesma, 250 mil pessoas na faixa etária entre 30 e 39 anos devem tomar a dose de reforço. Um dos critérios é que a pessoa tenha tomado a terceira dose há, pelo menos, quatro meses.

Veja também:

Sespa investiga ataques de morcegos a humanos no Pará

Varíola dos Macacos: Pará não possui casos suspeitos

No primeiro dia de imunização desse público específico, o fluxo de pessoas foi considerado ainda pequeno em algumas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), onde os imunizantes estão disponíveis à população. Segundo o diretor de vigilância à Saúde da Sesma, Adriano Furtado, o período de férias pode ter sido um dos motivos da baixa procura pelo reforço.

“A gente já esperava um quantifico menor de pessoas, porque viemos de um final de semana onde muita gente viajou ou estão retornando cansados para casa. Porém, acreditamos que ao longo da semana esse movimento nos pontos se intensifique mais. Vale lembrar que, a vacina é um artifício para evitar o desenvolvimento dos sintomas graves da doença e, por isso, é importante concluir o ciclo de imunização com as doses disponíveis”, pontuou.


Na UBS do Bairro de Fátima, uma fila grande de pessoas na faixa etária contemplada se formou na entrada da sala de vacinação. Na unidade, Suziane Souza, 36, recebeu o reforço com a vacina da Janssen. Ela que também levou sua filha, a pequena Beatriz Souza, de três anos, para se imunizar contra o coronavírus, falou sobre o momento.

“É muito importante mostrar desde cedo para ela que temos que nos prevenir. Durante todo esse tempo de pandemia, tomamos todos os cuidados e ninguém dentro de casa contraiu o vírus. A minha maior preocupação era realmente com ela, mas graças a Deus deu tudo certo, e hoje conseguimos vacinar e deixar o coração mais aliviado”, disse.

MOVIMENTAÇÃO

Na UBS localizada no Portal da Amazônia, no bairro do Jurunas, o movimento foi tímido durante toda a manhã. Porém, teve gente que aproveitou a calmaria para garantir logo a segunda dose de reforço, como foi o caso de Cláudio Rodrigues, 33 anos.

“Com tanta variação do vírus é importante estar com a imunidade em dia também, né? Por isso, aproveitei que não tinha tanta gente aqui e vim logo fazer minha parte”, contou.

“É um sentimento inexplicável ainda poder tomar essa dose de reforço, me deixa muito feliz mesmo. A gente ver que tem muita gente deixando de se vacinar e novos casos de pessoas positivadas surgindo. Temos aqui um serviço excepcional de imunização e nada deve ser desculpa para deixar de se proteger. Faço minha parte e também incentivo que os outros venham para garantir essa segurança contra a doença”, diz Noberson Alves, 33 anos.

O diretor de Vigilância à Saúde da Sesma lembra que as doses de reforço não devem ser ignoradas e que todas unidades de saúde estão abastecidas.

“Temos doses suficientes para atender a demanda e, futuramente, com a chegada de mais imunizantes na cidade vamos abrindo novas chamadas de idades para vacinar o máximo de pessoas possível”, garantiu Adriano Furtado.

O atendimento é segunda a sexta, das 8h às 17h, nas UBS, e das 9h às 19h três hospitais das Forças Armadas e nos shopping centers Pátio Belém e Parque Shopping.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS