Diário Online
Notícias / Política
A PEDIDO DO STF

PGR deve analisar interferência de Bolsonaro no caso do MEC

O Supremo Tribunal Federal (STF) enviou à Procuradora-Geral da República (PGR) indícios de interferência de Bolsonaro sobre investigação do ex-ministro Milton Ribeiro no Ministério da Educação.

quarta-feira, 06/07/2022, 20:00 - Atualizado em 06/07/2022, 19:59 - Autor: ( Com informações Metrópoles )

Google News

Bolsonaro pode ser investigado
Bolsonaro pode ser investigado | ( Reprodução )

A Polícia Federal prendeu preventivamente o ex-ministro Milton Ribeiro em 22 de junho, em operação que investiga esquema de corrupção envolvendo pastores evangélicos durante a gestão dele à frente do MEC. Ele foi solto no dia seguinte, após o desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, cassar a prisão preventiva.

A operação apura o esquema de favorecimento em liberação de verbas do MEC para prefeituras ligadas aos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, ambos integrantes da Assembleia de Deus e sem nenhum cargo na pasta. Os dois também são alvo de investigação da PF.

STJ confirma exigência de exame toxicológico para CNH

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu que a Procuradoria-Geral da República (PGR) analise se há indícios de interferência do presidente Jair Bolsonaro (PL) nas investigações que envolvem o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e pastores evangélicos. 

Presidente do Senado deve autorizar CPI do MEC

A relatora do processo afirmou que vê uma “gravidade incontestável” na situação. Agora, cabe à equipe de Augusto Aras informar se há elementos para uma apuração formal contra Bolsonaro. Caso seja aberta uma investigação, o presidente da República poderá responder pelos crimes de favorecimento pessoal, violação de sigilo funcional e obstrução de justiça.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS