Diário Online
Notícias / Política
NOMES ESCOLHIDOS

Eleições 2022: convenções de partidos definem candidatos

Início das convenções partidárias começam a definir os nomes que vão concorrer a cargos políticos no pleito deste ano.

quinta-feira, 21/07/2022, 11:28 - Atualizado em 21/07/2022, 11:26 - Autor: Carol Menezes e Redação/Diário do Pará

Google News

Convenções partidárias iniciaram na última quarta (20 e seguem até o dia 5 de agosto
Convenções partidárias iniciaram na última quarta (20 e seguem até o dia 5 de agosto | Ricardo Amanajás/Diário do Pará

Faltam pouco menos de 3 meses para o primeiro turno das eleições de 2022, onde os paraenses escolherão os nomes que irão ocupar cadeiras na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), na Câmara dos Deputados, no Senado Federal, no Governo do Estado e na Presidência da República.

Veja também:

Bolsonaro intervém e Damares desiste de disputa ao Senado

Convenções marcam início da campanha eleitoral no Pará

Em convenção conjunta realizada na tarde de quarta-feira (20), os diretórios estaduais do Partido Liberal e do Partido Social Cristão lançaram as candidaturas de Zequinha Marinho (PL) para governo do Estado e a de Rosiane Eguchi (PSC) a vice-governadora. A programação foi realizada no Pará Clube, no bairro do Marco.

No mesmo dia, durante a noite, o Partido Socialista Brasileiro (PSB) realizou sua convenção na Câmara Municipal de Belém (CMB). No evento, foi demandado os candidatos do partido a deputados estaduais e federais, assim como o alinhamento e apoio à reeleição do governador Helder Barbalho e à candidatura de Lula a presidente nas eleições em outubro deste ano.

PL/PSC

Durante a convenção, foi anunciada ainda a candidatura de Mário Couto (PL), que vai tentar voltar ao Senado Federal na única cadeira prestes a vagar, e também a de vários deputados federais e estaduais que tentarão a (re)eleição em outubro. Com um discurso centrado na tríade “Deus, Pátria e Família” e no “combate à corrupção”, os candidatos foram recebidos por correligionários de ambos os partidos, simpatizantes e lideranças religiosas e comunitárias.

Eleito senador pela primeira vez em 2018, Marinho foi vice-governador, deputado federal e também deputado estadual. É a primeira vez que se candidata ao cargo.

“Feliz de ver amigos, irmãos, companheiros de luta, pessoas que vieram de longe, lideranças evangélicas, lideranças comunitárias, contra ideologia de gênero, legalização das drogas e pelo Pará. Meu compromisso é lutar pela honestidade e transparência na gestão do recurso público, me doar ao desenvolvimento desse Estado, fazer saúde pública de qualidade, e em quantidade”, discursou o candidato.

Rosiane Eguchi é professora e esposa do delegado federal Everaldo Eguchi - suspenso do cargo desde 2021 e investigado desde 2018 por violação de sigilo funcional em operação contra mineração ilegal -, que concorreu à prefeitura de Belém em 2020, à época pelo Patriota.

Mário Couto (PL), que teve a candidatura ao Senado Federal impugnada em 2018 por coligação irregular e também concorreu a prefeito da capital paraense há dois anos, mas pelo PRTB, agradeceu ao apoio de Zequinha.

PSB

De acordo com o presidente estadual do PSB, o deputado federal Cássio Andrade, que busca reeleição, o alinhamento com a atual gestão estadual por meio de reuniões motivou o apoio à reeleição do governador Helder.

“Decidimos apoiar a reeleição do Helder, porque esse primeiro mandato fez grandes realizações. Diferente de outros governadores, Helder Barbalho se fez presente com obras e ações sociais que beneficiaram os paraenses”, disse o deputado federal.

Internamente, o PSB irá apresentar nas eleições deste ano 42 candidatos a deputado estadual e outros 18 como deputado federal, neste último caso, o próprio presidente do partido que busca a reeleição.

“Tanto para deputado estadual quanto deputado federal, nossa chapa estará completa, com o máximo de candidatos que a legislação permite. Nosso planejamento feito de maneira democrática e que tem feito o PSB crescer em todo o Estado”, completou Cássio.

CONVENÇÕES

Desde a última quarta-feira (20) até o dia 5 de agosto, os partidos políticos podem realizar convenções para deliberar sobre a formação de coligações e escolher candidatas e candidatos que vão disputar as Eleições 2022.

Os escolhidos para concorrer aos cargos de presidente e vice-presidente da República, governador e vice-governador, senador, deputado federal, deputado estadual e distrital devem ser registrados na Justiça Eleitoral até o dia 15 de agosto.

O primeiro turno das eleições ocorrerá no dia 2 de outubro e, eventual segundo turno, no dia 30 do mesmo mês.

As convenções partidárias podem ser realizadas no formato presencial, virtual ou híbrido. Após a escolha em convenções, as legendas já podem solicitar o registro das candidaturas no dia seguinte.

A federação de partidos registrada no TSE também está habilitada a participar das eleições. Porém, neste caso, as convenções deverão ocorrer de maneira unificada, como se fosse uma única agremiação.

PRÓXIMAS CONVENÇÕES

- União Brasil - 26/07, terça-feira, 17h, Rancho;

- PSD - 26/07, terça-feira, 17h, sede do partido (Trav. Alm. Wandenkolk, 1487);

- Republicanos - 26/07, 19h, ginásio poliesportivo de Marituba;

- MDB - 26/07, horário não informado, on-line;

- PSDB/Cidadania - 30/07, sábado, CMB, 15h;

- PDT - 02/08, hora e local a definir;

- PSOL - 04/08, hora e local a definir;

- PT/PV/PCdoB - 04/08, quinta-feira, local a definir;

- PP - 04/08, quinta-feira, local a definir;

- MDB + partidos da coligação majoritária - 05/08, sexta-feira, Mangueirinho, horário a definir.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS