plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 30°
cotação atual R$


home
TECNOLOGIA

Impactos da IA no mercado de trabalho são cada vez maiores

O mercado de trabalho passou a ver o uso de Inteligência Artificial como uma importante ferramenta para aumentar a produtividade, a assertividade e até mesmo reduzir custos

Imagem ilustrativa da notícia Impactos da IA no mercado de trabalho são cada vez maiores camera Uso da inteligência artificial no mercado de trabalho | (Foto: Freepik)

A sua inserção nas mais diversas práticas cotidianas não é novidade, mas a chamada Inteligência Artificial (IA) tem despertado cada vez mais o interesse do mercado de trabalho e de quem almeja uma colocação. Um levantamento realizado pela plataforma de aprendizado on-line Coursera aponta que mais de 160 mil pessoas se matricularam nos cursos de Inteligência Artificial (IA) oferecidos pela plataforma, apenas no Brasil.

Diante de tamanho interesse pela área, não se pode deixar de considerar como as empresas estão absorvendo os profissionais que têm essa qualificação. O professor da Faculdade de Engenharia da Computação e Telecomunicações do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará (UFPA), Eduardo Cerqueira, lembra que o uso de técnicas de Inteligência Artificial já vem sendo empregado no mercado de trabalho há anos, porém, a popularização de ferramentas como ChatGPT chamou a atenção para a possibilidade de usar facilmente IA para trabalhos de casa, tarefas diárias, ideias, traduções e apresentações.

Ao mesmo tempo, o professor considera que o mercado de trabalho passou a ver o uso de IA como uma importante ferramenta para aumentar a produtividade, a assertividade e até mesmo reduzir custos. “Trabalhos repetitivos podem ser substituídos por serviços baseados em IA e outros novos irão surgir com o apoio de IA e até mesmo da evolução em outras áreas da Computação e Engenharia, por exemplo, Internet das Coisas (IoT), Telecomunicações, Robótica e Computação em Nuvem”, considera.

Conteúdos relacionados:

“O mercado de trabalho deseja cada vez mais profissionais que desenvolvam soluções de IA ou que tenham conhecimento sobre o uso de ferramentas de IA para impulsionar o seu serviço”, afirma.

Eduardo Cerqueira considera, ainda, que o mercado de trabalho já vinha buscando profissionais das áreas de computação, engenharia e estatística com capacitação de IA para desenvolver soluções inteligentes para diferentes nichos. O que ocorre, agora, é que essa formação também vem sendo demandada em outras áreas de atuação.

“O mercado agora também busca profissionais com competências em tecnologia e IA de forma mais ampla e para a maioria dos profissionais. Houve uma explosão de tecnologia e de serviços inteligentes nos últimos anos e o mercado precisa de profissionais qualificados em IA para atender as ‘novas’ expectativas das empresas, governos e sociedade”.

Nesse cenário, a busca por formações que tenham alguma ligação com a tecnologia ligada à IA também oferece um leque de opções. Mestre em Ciência da Computação, a professora de Inteligência Artificial no Cesupa e coordenadora do Grupo de Estudos em Inteligência Artificial (HAL), Polyana Santos Fonseca Nascimento, explica que existem duas vertentes de formação, a primeira é a tradicional – que passa pela graduação, especialização, mestrado, doutorado – e que vai formar pessoas para desenvolver sistemas de Inteligência Artificial ou sistemas com Inteligência Artificial.

Já o segundo grupo de formações é o dos cursos livres, que são os aperfeiçoamentos das mais diferentes naturezas. “Você pode ter Inteligência Artificial nesses dois grupos, então, a gente tem cursos de graduação, por exemplo, em Ciência da Computação, Engenharia de Computação, Ciência de Dados, cursos de Matemática ou de Estatística com ênfase em Inteligência Artificial. Assim como a gente tem linhas de pesquisa e linhas de trabalho em pós-graduações voltadas para Inteligência Artificial, tanto na Ciência, como na Engenharia de Computação, mas também na Engenharia Elétrica, na Engenharia de Software”.

DISCIPLINAS

Mais do que essas, Polyana lembra que todas as áreas relacionadas à tecnologia podem contar com disciplinas voltadas para IA e até mesmo de cursos que não são comumente associados à área, como cursos, por exemplo, de comunicação social, administração, contabilidade, que podem ter a IA como apoio em alguma atividade criativa.

“As disciplinas de Inteligência Artificial dentro de uma graduação, por exemplo, podem entrar em todos os cursos, desde que seja a proposta do curso colocar esta ênfase”, considera a professora. “Como a gente viu que nos últimos anos há uma demanda muito grande para as tecnologias voltadas à inteligência artificial e a gente tem tido uma transformação digital nas empresas, a gente vai ter cada vez mais cursos de aperfeiçoamento que envolvam Inteligência Artificial”.

A professora lembra, ainda, que essa demanda reacende uma discussão importante e que deve ser considerada tanto pelos profissionais que estão no mercado de trabalho, quanto pelos que estão se preparando para ele, a importância do letramento digital. Sobretudo ao se considerar que esse letramento vai além de apenas saber fazer as coisas na internet, mas passa também por saber usar a internet com responsabilidade para não incorrer, por exemplo, em plágio.

Quer ler mais notícias de tecnologia? Acesse nosso canal Whatsapp

“Claro, há uma preocupação que a inteligência artificial possa vir a substituir alguns postos de trabalho, em toda revolução isso acontece. Mas para quem tem o medo de ser substituído por uma máquina, a reflexão que você precisa fazer é ‘pode ser que a máquina não substitua você, pode ser que a Inteligência Artificial não substitua você, mas alguém que sabe usar a Inteligência Artificial pode substituir você’”, reflete.

“Então, o letramento em Inteligência Artificial é essencial para que você consiga se manter no mercado de trabalho, para que você consiga se manter relevante, se manter produtivo porque o uso ético da Inteligência Artificial vai trazer exatamente isso para o contexto profissional, um aumento de produtividade, uma melhoria nos resultados e nos processos do trabalho das pessoas, mas você precisa saber usar essas ferramentas”.

5 milhões

A pesquisa da plataforma de aprendizado on-line Coursera, que teve como base os dados de mais de 5 milhões de alunos, observou que as pesquisas sobre o assunto cresceram quatro vezes em 2023, em comparação a 2022.

Demanda por profissionais qualificados é crescente

Enquanto o mundo vivencia a revolução tecnológica em curso, quem já está busca do conhecimento necessário para fazer o uso responsável da IA sai na frente. A vice-presidente do Conselheiro Deliberativo da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-PA), Mentora de Carreiras e Head de Recrutamento e Seleção, Iza Reis, aponta que as empresas já estão em busca desses profissionais e a tendência é que esse cenário se intensifique.

“A demanda por profissionais com conhecimento em IA é crescente, visto que as empresas buscam maximizar a eficiência, reduzir custos e oferecer serviços mais personalizados. Profissionais com habilidades em programação, aprendizado de máquina, processamento de linguagem natural e análise de dados são altamente valorizados no mercado”.

Iza considera, ainda, que embora haja setores específicos que historicamente demandam mais profissionais com capacitação em Inteligência Artificial – como as áreas de tecnologia da informação, consultoria e pesquisa -, a IA tem potencial para impactar todas as áreas de atuação.

“É altamente provável que haja um aumento significativo na busca por profissionais qualificados em Inteligência Artificial no futuro próximo, tanto em nível nacional quanto regional, incluindo o Estado do Pará”, ressalta.

“O avanço tecnológico e a digitalização de processos estão impulsionando a demanda por especialistas em IA em todas as regiões do Brasil. Além disso, o Pará, com sua economia diversificada e crescente, especialmente nos setores de mineração, agronegócio e tecnologia, está cada vez mais reconhecendo a importância da IA para impulsionar a inovação e a competitividade. Portanto, a qualificação em IA será cada vez mais valorizada e requisitada pelos empregadores, tanto no Brasil como no Estado do Pará, especificamente”.

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Tech

Leia mais notícias de Tech. Clique aqui!

Últimas Notícias