Diário Online
Esporte / Esporte Pará
DUELO DECISIVO

Remo encara o Águia de Marabá com obrigação de vencer

Com tempo suficiente para treinar e ajustar todas as falhas cometidas nos últimos jogos, Remo encara o Águia de Marabá.

sábado, 05/03/2022, 09:48 - Atualizado em 05/03/2022, 09:48 - Autor: Matheus Miranda/Diário do Pará

Google News

Pingo afirma que equipe treinou bastante para sanar as falhas dentro de campo.
Pingo afirma que equipe treinou bastante para sanar as falhas dentro de campo. | Samara Miranda/Remo

Pelo lado azulino, acabou a desculpa! Com um tempo considerável de treinos nas últimas semanas, o Clube do Remo encerra a sua preparação para o confronto decisivo frente ao Águia de Marabá, amanhã (6) à tarde, no Baenão, neste sábado, teoricamente, sanado de todas as limitações que tinha apresentado até aqui pelo Campeonato Paraense. A motivação para isso é simples: acabar de uma vez por todas com as desconfianças e se projetar de maneira firme para as quartas de final do Parazão 2022, etapa que promete alto nível para a sequência do certame.

Com a equipe preparada para impor todas as estratégias e que dê sinais, mesmo tardiamente, da criação de uma identidade promissora tática-técnica, os jogadores fizeram questão de reforçar a importância desse tempo exclusivamente de treinamentos. “Foi um período de 11 dias de muito treino especificado para ajudar naquilo que acabamos deixando a desejar antes. Foi bom pra gente ir ajustando os detalhes e se preparar ainda mais daqui para frente, o que é importante demais”, disse o volante Pingo.

Leia também:

Pingo diz que Águia fará "jogo da vida" ao enfrentar o Remo

Série de erros faz Remo chegar pressionado à última rodada

Titular para o compromisso de amanhã e com uma tarefa importante na composição do plano de vitória para o duelo contra o Azulão de Marabá, o jogador deve fazer o papel de saída de bola do sistema defensivo ao ataque, já que os dois principais profissionais da função, Felipe Gedoz e Erick Flores, estão lesionados. No caso de Flores, que deve fazer parte da lista de relacionados, não deve iniciar na onzena principal.

Independente da função, Pingo sabe que os companheiros vão precisar se doar ao máximo para este compromisso, já que um fator será claro para o desfecho desta fase de grupos da competição. “(O técnico Paulo Bonamigo) sempre procura passar os pontos fortes e fracos dos adversários. Ele estudou bastante a equipe do Águia, que é uma equipe boa e que vem para fazer o jogo da vida, porque todo jogo contra a gente é o jogo da vida dos adversários”, destacou o volante.

Leão quer mostrar evolução

Depois do período de preparação, o Leão Azul terá a chance de demonstrar nas quatro linhas a sua evolução. O desafio, por sinal, será à altura, contra um time que evoluiu significativamente nesta reta derradeira do certame, que é o Águia de Marabá. Nesse ponto, até como exemplo do que já foi visto até aqui, os atletas reforçaram. “Não tem jogo fácil, sabemos que o campeonato paraense é bastante disputado, difícil e sabemos que vai ser mais um jogo difícil. Estamos nos preparando bem todos os dias para fazer uma excelente partida”, reiterou o zagueiro Everton Sena, que fará dupla com Marlon na zaga.

Para não decepcionar e jogar fora todo o tempo trabalhado de semanas até aqui e encerrar a seca de bons resultados, o zagueiro destacou os elementos que serão utilizados para a reconquista do triunfo e da pontuação máxima, neste domingo à tarde. “Trabalho, concentração, estudo do nosso adversário e também rever algumas coisas pontuais da nossa equipe”, adiantou.

Promessa é mudar pra melhor

Um dos pontos debatidos pela comissão técnica e grupo de jogadores do Clube do Remo para a oscilação no Campeonato Paraense foi o desgaste contínuo em meio à procura pela melhor forma da equipe, especialmente no lado físico. O período superior de 10 dias somente de treinamentos, desse modo, foi aprovado por todos, algo que deve proporcionar uma nova cara para o time e, justamente, em um compromisso importante como o jogo deste final de semana, contra o Água de Marabá.

O técnico Paulo Bonamigo fez questão de detalhar sobre isso, até como ponte para evolução da sua equipe. “Foi importante pra gente, porque nós viemos nesta fase de viagens longas. De Paragominas, Marabá, Paraupebas. Evidente que essa quilometragem atrapalha porque você tem que descansar o grupo. Temos jogos com uma sequência de três ou quatro dias. Conseguimos trabalhar visando a perfomance. Essa parada de 11 dias foi boa pra gente. Mesmo com dois jogadores no setor de meio-campo com problemas clínicos, a gente está superando e melhoranado rendimento”, destacou.

Com a ausência da dupla Gedoz e Flores, Bonamigo aproveitou para falar sobre outra dobradinha que deve aparecer com mais frequência, a começar pelo jogo deste domingo: Marciel e Raul Mendes. “O Marciel já vem em um período de recuperação, mas precisa fazer o gestual, período com bola pra ir melhorando rendimento e teve uma reposta boa, o que cria expectativa boa de utilizá-lo”, disse. “O próprio Raul buscando aquele equilíbrio de intensidade que normalmente o atacante precisa. Com certeza são duas boas opções que teremos”, explicou.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS