Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
BENEFÍCIO

Saque do PIS/Pasep "esquecido" é liberado

A Caixa informa que cerca de 320 mil pessoas não sacaram o abono salarial do ano-base de 2019, cujo pagamento foi feito em 2020. Assim, há R$ 208 milhões ‘esquecidos’ pelos trabalhadores.

segunda-feira, 16/05/2022, 07:41 - Atualizado em 16/05/2022, 10:22 - Autor: Com informações da JC Concursos

Google News

Há R$ 208 milhões ‘esquecidos’ pelos trabalhadores.
Há R$ 208 milhões ‘esquecidos’ pelos trabalhadores. | José Cruz/Agência Brasil

Se você trabalhou no ano-base 2019 e não fez o saque PIS/Pasep, saiba que ainda é possível resgatar esse dinheiro. A Caixa Econômica Federal liberou a retirada dos recursos em duas modalidades.

Uma delas é justamente para os trabalhadores que exerceram atividade remunerada em 2019 e não fizeram o saque PIS/Pasep em 2020 já podem pedir o resgate do dinheiro. A outra opção é aquela que contempla os trabalhadores que já estão aposentados e tiveram atividade formal em pelo menos algum período entreos anos de 1970 e 1988.

Benefício do INSS demora até 115 dias para ser liberado

A Caixa informa que cerca de 320 mil pessoas não sacaram o abono salarial do ano-base de 2019, cujo pagamento foi feito em 2020. Assim, há R$ 208 milhões ‘esquecidos’ pelos trabalhadores. Em 31 de março, a Caixa liberou o saque PIS/Pasep até o dia 29 de dezembro. Se o trabalhador não respeitar os prazos, ele terá que pedir o abono de novo somente em um outro período de solicitações.

Para conseguir os recursos, é preciso que o trabalhador se enquadre nos seguintes requisitos: estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base de 2019; exercido atividade remunerada por, pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base de 2019; dados atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial.

Carteira de motorista digital vale como identidade no Enem

O pedido do saque PIS/Pasep pode ser feito nas agências do Ministério do Trabalho e Previdência; através da central Alô Trabalhador, pelo telefone 158; por meio de uma mensagem de e-mail, pelo endereço [email protected], substituindo as letras ‘uf’ pela sigla do estado em que reside; pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital (CTPS); no Portal Gov.br.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS