Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
ATAQUE

Rato entra em bermuda e morde menino em escola no ES

A criança estava sentada no pátio da instituição quando o rato entrou em sua bermuda e o mordeu na coxa.

domingo, 31/07/2022, 12:49 - Atualizado em 31/07/2022, 12:49 - Autor: Com informações Istoé

Google News

Mordida do rato na coxa da criança
Mordida do rato na coxa da criança | Reprodução/ Arquivo pessoal

A mordida de ratos pode levar a outros males que não a chamada “febre por mordida de rato”. A saliva de algumas espécies de ratos pode ocasionar doenças perigosas, como leptospirose e Hantavirose. Em outros casos, as vítimas de mordida de rato podem contrair o tétano, que esses animais também podem transmitir. Portanto é preciso tomar muito cuidado ao ter contato com esses animais.

O pequeno Ryan Carlos de Souza, de 9 anos, não teve a mesma sorte ao ser mordido por um rato dentro de uma escola, em Vila Velha (ES), na última quarta-feira (27). A criança estava sentada no pátio da instituição quando o rato entrou em sua bermuda e o mordeu na coxa. 

Segundo a mãe do menino, Iara Brito, assim que foi avisada pela escola sobre incidente, ela levou o filho na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Riviera da Barra, onde foi prescrito pelos médicos um soro antirrábico. Porém, até o momento, a família não encontrou nenhum posto de saúde com o soro disponível. Ainda segundo a mãe, o ferimento causado pela mordida piorou. Com medo de ser mordido novamente, Ryan ainda não voltou para escola.

Veja também:


Em nota, a Secretaria de Educação de Vila Velha lamentou o ocorrido e informou que o aluno recebeu atenção médica assim que o fato aconteceu e que a criança está em observação e os pais foram orientados a retornar à unidade de saúde caso haja necessidade.

De acordo com a pasta, a escola passou por serviço de desratização neste mês e uma nova ação está prevista para o mês de outubro. No entanto, a empresa já foi acionada para realizar o serviço antecipadamente. A secretaria destacou ainda que as ruas ao redor da escola também passaram por tratamento.

Ainda segundo a secretaria, no momento, não há indicação de tratamento profilático com soro e/ou vacina da raiva. “Informa ainda que não existe indicação para tratamento profilático para leptospirose. O tratamento deve ser iniciado apenas quando houver início dos sintomas”, diz a nota.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS