Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
ESPÍRITO SANTO

Homem reclama de assaltos em entrevista e é preso por furto 

Anderson Lopes Siqueira reclamou da insegurança e assaltos a ônibus em uma entrevista em 14 de julho. Dias depois ele foi preso enquanto tentava fazer uma compra com um cartão furtado.

domingo, 31/07/2022, 13:32 - Atualizado em 31/07/2022, 14:22 - Autor: Com informações UOL

Google News

Anderson Lopes Siqueira, de 33 anos, foi preso em flagrante por furto.
Anderson Lopes Siqueira, de 33 anos, foi preso em flagrante por furto. | Reprodução

Um homem de 33 anos, suspeito de cometer furtos e assaltos em Linhares, no Norte do Espírito Santo, foi preso duas semanas após dar uma entrevista reclamando da insegurança e os constantes assaltos na região. No dia da entrevista, em 14 de julho, Anderson Lopes Siqueira se identificou como panfleteiro pediu para falar sobre os assaltos a ônibus e a insegurança na cidade.

"Linhares era pra ter mais segurança porque estão roubando muito. Não só no comércio, mas também nos ônibus. Está acontecendo em vários bairros. Em Interlagos, onde moro, é onde mais acontece. Em todo lugar está tendo assalto", disse ele na ocasião. 

A prisão dele ocorreu na última quinta-feira (28) enquanto ele tentava fazer uma compra em um restaurante da cidade com um cartão de crédito roubado. De acordo com a policia, o dono do cartão começou a receber várias notificações de compras e a dona do restaurante viu Anderson tentando comprar e, como conhece a vítima, acionou imediatamente a Polícia Militar.

Veja também:


No mesmo estabelecimento a mulher disse que o individuo se aproveitou da distração de uma funcionária e roubou R$ 150. Segundo as autoridades, o cartão foi furtado depois que ele conseguiu abrir um veiculo que estava estacionado em uma avenida no centro da cidade e o homem também é suspeito de cometer diversos roubos na região.

O suspeito passou por audiência de custódia neste sábado (30) e permanece preso. A defesa de Anderson disse que nesta segunda-feira (1º) vai entrar com um recurso para que ele responda o processo em liberdade.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS