Diário Online
Esporte / Esporte Pará
SOCIEDADE ANÔNIMA

Clube do Remo desmente reunião sobre venda do time

A negociação sobre o Departamento de Futebol azulino nos moldes da Sociedade Anônima no Futebol (SAF) é um longo processo e não em nada certo, diz o presidente do Conselho Deliberativo (Condel) azulino, Milton Campos.

quarta-feira, 11/05/2022, 18:20 - Atualizado em 11/05/2022, 18:19 - Autor: Magno Fernandes

Google News

Presidente do CONDEL (centro), Milton Campos, ao lado do presidente do Remo, Fabio Bentes (camisa branca), e demais componentes da mesa em mais uma reunião na sede azulina.
Presidente do CONDEL (centro), Milton Campos, ao lado do presidente do Remo, Fabio Bentes (camisa branca), e demais componentes da mesa em mais uma reunião na sede azulina. | Divulgação

O imbróglio entre Clube do Remo e o empresário Leandro Rodrigues, proprietário da empresa VL Gold Dubai, continua dando o que falar entre os torcedores e sobretudo nos bastidores remistas. Rodrigues tem tentado a todo custo negociar a compra do Departamento de Futebol azulino nos moldes da Sociedade Anônima no Futebol (SAF).

Após as trocas de farpas entre as partes, envolvendo até o presidente Fábio Bentes, e a confirmação do recebimento da proposta no valor de R$ 210 milhões, agora é a vez do presidente do Conselho Deliberativo, Milton Campos, desmentir boatos sobre a negociação. Ele nega que tenha marcado qualquer tipo de reunião de apresentação de proposta aos membros do CONDEL e demais diretores do Filho da Glória e do Triunfo.

Remo recebe proposta da SAF e Fabio Bentes pede investigação

Empresário e Clube do Remo se alfinetam: "não sou mentiroso"

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em nota de esclarecimento, Milton Campos reiterou o que foi confirmado ao DOL, pelo presidente azulino, Fábio Bentes, com relação ao recebimento da proposta referente ao SAF e que um minucioso trabalho de análise com relação a veracidade da proposta e também sobre a credibilidade e confiabilidade da empresa VL Gold Dubai, será realizado.

"O Presidente do Conselho Deliberativo do Clube do Remo , Senhor Milton Campbel Campos, esclarece a todos os membros deste Conselho Deliberativo, que recebeu sim uma proposta referente a SAF, e que a  encaminhou ao Presidente do Codir (conselho diretivo), Senhor Fábio Bentes, para as providências cabíveis, e este  a encaminhou  ao Departamento Jurídico do Clube do Remo,  para que fosse feito  um  minucioso levantamento sobre a veracidade da proposta, assim  como , da credibilidade da empresa que a enviou. Esclarece ainda que, somente após o pronunciamento do Departamento Jurídico, é que a Mesa do  Condel se pronunciará a respeito. Qualquer outro pronunciamento que não seja da Mesa do Condel, será somente especulação", relatou.

ESTUDOS SOBRE A SAF

Vale ressaltar que na reunião mensal ocorrida no último dia 9 de março, entre os membros do conselho deliberativo do Clube do Remo, uma palestra ministrada pelo executivo Rafael Lacerda, da Universidade do Futebol. Na ocasião, ele explicou a proposta do novo formato de gestão  A explicação serviu como base para que os conselheiros do clube pudessem discutir sobre o assunto e, quem sabe, transformar o Leão em uma SAF.

Plano clube-empresa é apresentado aos conselheiros do Remo

Condel do Clube do Remo convoca reunião para avaliar SAF

Mediante a isso, uma consultoria foi contratada pelo Clube do Remo para realizar análises de mercado e elaborar um diagnóstico de qual é a realidade atual de toda a estrutura patrimonial azulina. Uma comissão composta pelos conselheiros Iverson Braga, Nelson Simas, Marco Lobato, Marco Antônio Cardoso e Antônio Carlos Júnior, também foi formada, conforme explica ao DOL, o presidente Fábio Bentes.

"A consultoria está analisando toda a documentação e situação do Remo para elaborar um diagnóstico e ver quais as possibilidades . Depois disso tudo, vamos debater todos os caminhos. Mas não tem nada certo. Tudo está longe de uma definição. Esse é o começo dessa discussão e acho até que começamos tarde", relatou Milton.

EMPRESÁRIO LEANDRO RODRIGUES

Ex-jogador (com passagem pelo Paysandu em 2006), e também ex-técnico do Bragantino-PA (2014) e Ypiranga-AP (2015) Leandro Rodrigues, é atual proprietário da empresa VL Gold Dubai, e teria proposto o valor de 40 milhões de euros, cerca de R$210 milhões, mais acréscimos de 25% do valor caso suba para a Série B do Campeonato Brasileiro de 2023. 

Dias atrás, ele  teve um áudio vazado em que acusa os dirigentes do Clube do Remo em não tratarem o assunto com a verdade, ao dizer que não receberam a documentação. Nas últimas horas, novamente um áudio (com mais de 8 minutos) de uma conversa do empresário acabou circulando nas redes sociais, onde ele novamente fala sobre a proposta. 

Clube do Remo avalia SAF para não ficar para trás no futebol

Presidente do Remo nega negociação da SAF: "começou errado"

"Agora preciso que o clube se manifeste em alguma coisa, porque já ta bem feio para a minha imagem. Só o Leandro fala e o clube não, e quando fala, diz que é mentira. Fui procurado pela imprensa e acabei soltando que o primeiro ponto que ofereci ao clube, através do Condel, foi disponibilidade do empréstimo em R$ 20 milhões (equivalente a 10% da oferta), em função de oferecer um pré-contrato, onde me dá a prioridade em realizar a compra da SAF, independente do tempo que for discutido, enquanto o clube sobe para a Série B", disse.


Em outro momento, ele relata: "O que precisa ser feito agora é unir força para que o Remo suba de divisão, e olha quem nem falei nada para a imprensa que eu estou disposto a oferecer um prêmio de R$ 5 milhões ao acesso e o dobro pelo título, para ser dividido entre todos do elenco. Com um prêmio desses, a equipe ficaria mais interessada", prosseguiu.

"Quero e busco a compra da SAF. Mas como faria isso sem atrapalhar dentro de campo? Daria o estímulo para o grupo. Além de sanear todos os problemas com um valor de imediato, como também um prêmio para classificação e também título. Agora depende deles", concluiu. 

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS