Diário Online
Notícias / Notícias Brasil
RIO DE JANEIRO

Com touca ninja, estudante esfaqueia quatro alunos em escola

O responsável pelas agressões seria um aluno da Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, na Ilha do Governador, zona Norte do Rio.

sexta-feira, 06/05/2022, 14:08 - Atualizado em 06/05/2022, 14:22 - Autor: Sales Coimbra, Com informações Último Segundo IG

Google News

Ataque com faca ocorreu na Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, nesta sexta-feira (6), na Ilha do Gvernador, Zona Norte do Rio.
Ataque com faca ocorreu na Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, nesta sexta-feira (6), na Ilha do Gvernador, Zona Norte do Rio. | Foto: Reprodução Redes Sociais

Quatro estudantes, entre 12 e 15 anos de idade, ficaram feridos em uma escola municipal, na Ilha do Governador, Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, após um aluno que estava em sala de aula sacar uma faca de cozinha escondida em sua mochila e começar a golpear os colegas.

Segundo relatos de testemunhas, o responsável pelo ataque - um adolescente de 14 anos - teria usado uma espécie de touca ninja durante a ação. Antes de ser contido, o agressor conseguiu esfaquear outros três estudantes, que foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros.

LEIA TAMBÉM:

Adolescentes planejavam massacre em escola de Parauapebas

Aviso de massacre põe escola em estado de alerta em Marabá

Vídeo: ameaça de massacre gera pânico em escola de Icoaraci

O Corpo de Bombeiros informou que o quartel da corporação, localizado na Ilha do Governador, recebeu uma chamada, às 9h40, sobre a ocorrência na Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes. Imediatamente uma equipe foi enviada ao local, ao mesmo tempo em que o SAMU e a Polícia Militar também eram acionados.

De acordo com os militares, os ferimentos sofridos pelos adolescentes foram leves. Apesar disso, por precaução, optou-se por transferi-los para o Hospital Municipal Evandro Freire, no bairro da Portuguesa, também na Zona Norte do Rio, onde passaram por uma bateria de exames.

Transtornos psicológicos

Responsável pela investigação do ataque, o delegado Marcos Henrique, da 37a DP (Ilha do Governador), revelou que o autor já vinha apresentando problemas psicológicos há algum tempo.

"De acordo com a mãe, o agressor já vinha apresentando alterações no comportamento. Estava em tratamento com psicólogo e psiquiatra quando, hoje (sexta-feira), culminou com essa tragédia. Mas, graças a Deus, as vítimas estão fora de perigo e estamos conduzindo agora todos para a delegacia", declarou o delegado.

A diretora da escola, Liana Martins, também foi convocada a prestar depoimento na delegacia. As aulas na escola foram mantidas e o policiamento nas ruas próximas foi reforçado. O prefeito do Rio, Eduardo Paes, está acompanhando o desenrolar do caso no local.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS