Notícias / Notícias Pará
SUDOESTE PARAENSE

Mais de 19 mil hectares de área foram desmatada no Pará

Também foram apreendidos 225,2 metros cúbicos de madeira, além de trator, caminhão e outros equipamentos

sábado, 12/06/2021, 19:26 - Atualizado em 12/06/2021, 19:26 - Autor: Com informações da Agência Pará


A 12ª ação de combate a crime ambientais foi iniciada em maio desse ano
A 12ª ação de combate a crime ambientais foi iniciada em maio desse ano | Ascom Semas

Iniciada em junho de 2020 e em maio desse ano, a Operação Amazônia Viva faz parte do programa Comando e Controle, considerado um dos pilares do Plano Estadual Amazônia Agora (PEEA), com o objetivo de reduzir a emissão dos gases do efeito estufa.

Com equipes em campo desde 26 de maio, a atuação foi concentrada em cinco municípios do sudoeste paraense: São Félix do Xingu, Altamira, Novo Progresso, Itaituba e Trairão, onde foram coletados os resultados da 12ª ação de combate a crimes ambientais. O balanço foi divulgado neste sábado (12).

No levantamento, a ação apresentou 19.558,21 hectares de área validada (constatada) de desmatamento (chegado in loco), 225,238 metros cúbicos de madeira em toras apreendidos de forma ilegal, além de apreendidos dois tratores de esteiras e um caminhão utilizados na atividade ilícita.

Também foram apreendidos nas áreas fiscalizadas duas motocicletas, dois sopradores, duas bombas de combustível, sete galões vazios de 200 litros cada, 50 sacas de sementes de capim, duas caixas de ferramentas, uma bomba de graxa e uma talha de corrente.

E MAIS:

+ PF desarticula extração ilegal ouro no Pará

+ Salles atendeu Planalto sobre madeira apreendida no PA

Procedimentos - Ao todo, 10 autos de infração, 14 termos de apreensão, 10 termos de depósito, três embargos, quatro termos de inutilização/destruição e um termo de interdição em uma serraria foram lavrados durante os procedimentos administrativos da operação.

Fazem parte do boletim apresentado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), cinco inquéritos policiais e cinco perícias.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS